top of page

Os melhores em serem os piores: Relembre grandes vilões que marcaram os K-dramas

Atualizado: 26 de mar. de 2023

De "A Lição" a "Save Me", há doramas que sempre serão lembrados por seus vilões que podem até ser considerados traumatizantes pelo público. Confira a lista


(Reprodução/Netflix)

Toda produção precisa de um vilão forte e marcante para movimentar o enredo de verdade. Além das histórias envolventes, casais memoráveis e protagonistas fortes, os K-Dramas sabem como construir vilões capazes de despertar o ódio do público. Grandes atores conseguiram impressionar e elevar o nível das expectativas com atuações memoráveis em papéis que testam os limites da crueldade. Donos de uma lista extensa de crimes, estes personagens mostraram que são os melhores quando o assunto é serem os piores.


O Café com Kimchi separou uma lista com grandes vilões de K-Dramas, que mostraram uma crueldade sem limites e despertam o pior do telespectador. Confira abaixo:


Park Yeon Jin - A Lição (2023)


(Reprodução/Netflix)

É inegável que A Lição possui um núcleo recheado de bons vilões, desde a fase da adolescência até a vida adulta, que conseguem despertar o pior do público. Afinal, como não se revoltar com tanta crueldade, especialmente, em um enredo sobre violência escolar? Mas não há como negar que Park Yeon Jin (Lim Jiyeon/Shin Ye Un) se destacou pela atuação que retratou tão bem a frieza ao executar cada ação.


Tanto em flashbacks que reconstituem o sofrimento da vida de Moon Dong Eun (Song Hye Kyo), quanto a fase atual, mostram uma Park Yeon Jin de presença assustadora e cruel. A personagem é a líder do grupo de agressores e perseguiu a protagonista e outras estudantes apenas por diversão, com perseguições que se estendiam para além dos muros da escola e deixaram marcas permanentes em cada uma. Yeon Jin conseguiu mostrar aos telespectadores que estava disposta a tudo e sem nunca sentir remorso.



Choi Moojin - My Name (2021)


(Reprodução/Netflix)

Um grande plot twist de My Name é sem dúvidas a verdade que foi escondida por anos de Yoon Ji Woo (Han Soo Hee). Na trama, Choi Moo Jin (Park Hee Soon) é o líder que uma organização criminosa, a qual o pai de Ji Woo trabalhava, pelo menos era o que a jovem acreditava. Após presenciar a morte de seu pai, ela busca pelo apoio do chefão em sua vingança e é levada a crer que um oficial da política era o assassino. Durante anos ela foi treinada para o dia em que o mataria e para isso trocou de identidade, se infiltrou na política e passou a ajudar Moo Jin como uma agente duplo.


A vingança parecia encaminhada, até que uma reviravolta mostra que aquele que ela acreditava ser sua salvação, era o motivo da sua ruína. Na verdade, Moo Jin era o assassino e criou todo um cenário falso para que ela ficasse longe da verdade. A informação foi tão chocante para o público, quanto foi para Ji Woo. Não há como negar a genialidade do chefão do crime, ao utilizar a filha do agente duplo infiltrado em sua organização para no fim acabar com seus principais inimigos da mesma forma. Assim como não dá para ignorar a crueldade do personagem, ao percebermos que Ji Woo foi usada e enganada desde a adolescência por aquele em que ela tentou proteger.



Jang Joon Woo - Vincenzo (2021)


(Reprodução/Netflix)

Jang Joon Woo (Taecyeon) é uma surpresa em Vincenzo e mostra como as aparências enganam e como o caós pode vir de onde se menos espera. Em suas primeiras aparições no K-Drama, Joon Woo parece só um estagiário ingênuo, indefeso e com uma personalidade engraçada, mas tudo não passava de um disfarce para que ninguém fosse capaz de desconfiar do que ele é capaz. Na verdade, o chefe do Grupo Babel é um sociopata, que mata e não sente qualquer remorso, na verdade, ele deixa claro que se diverte com suas próprias ações.


Taecyeon elevou seu nível de atuação, com um personagem diferente do que o público estava acostumado a vê-lo interpretar. Joon Woo fez todos perceberem o quanto o ator sabe construir um bom vilão. O personagem transmite uma crueldade assustadora, que leva o telespectador duvidar de qual é o seu limite e se existe realmente algum. Bom, em muitos momentos ele deixou claro que não há um ponto final em sua violência, principalmente, quando esmagou a cabeça de uma pessoa com um taca de hóquei em uma sequência de arrepiar.



Cheon Seo Jin - A Cobertura (2021)


(Reprodução/SBS)

Cheon Seo Jin (Kim So Yeon) e Park Yeon Jin são duas vilãs que recebem muitas comparações entre os fãs desde a estreia de The Glory. Porém, antes da bully alcançar as telas, a influente cantora de Soprano estava sendo perversa em A Cobertura. A personagem de Kim So Yeon é narcisista, sente que o mundo gira ao seu redor e fará de tudo para manter a sua vida desta forma. Porém, nem tudo consegue estar sob seu controle, começando pelo seu casamento fracassado e as pressões que coloca na filha quando lembra que é mãe. Seo Jin ainda vive um caso extra conjungal com Joon Dan Tae (Uhm Ki Joon), também morador do Hera Palace e ambas as famílias possuem contato.


A personagem é especialista quando o assunto é manter as aparências para que nada afete sua vida quase perfeita. "Quase" porque a grande carreira no soprano é fruto do nepotismo, mas além de usar a influência de sua família para ter sucesso, ela ainda destruiu de diversas formas a vida da sua rival da musica, Oh Yoon Hee (Eugene). Os anos não concederam nenhuma evolução positiva para a vilã, o que deixaram o reencontro das duas ainda mais tenso. Como se não bastasse, ela ainda acumula uma lista profunda de crimes, entre eles, sequestro e assassinato.



Joo Dan Tae - A Cobertura (2021)


(Reprodução/SBS)

Marido infiel, pai agressor e assassino são apenas algumas formas que é possível resumir Joo Dan Tae (Uhm Ki Joon). Em A Cobertura, ele é um dos ricaços que vivem no luxuoso condomínio Hera Palace e divide os holofotes com Cheon Seo Jin (Kim So Yeon) como vilões marcantes do K-Drama. Logo nos episódios inicias da primeira temporada é fácil compreender que a família Joo não é nada daquilo que apresenta para as pessoas ao seu redor e o principal responsável disso é o patriarca.


Além de possuir um caso extraconjugal com Seo Jin, que ainda possui um relacionamento relativamente próximo de sua família, Dan Tae ainda agride frequentemente seus dois filhos por qualquer mínimo erro que eles cometam, levando-os até um quarto secreto em seu escritório para torturá-los. Como se não bastasse, ele esconde um segredo de sua esposa maior do que sua traição, que foi a causa para que o casamento ocorresse.



Baek Jun Ki - Save Me (2017)


(Reprodução/OCN)

A história de Save Me é densa e pesada, sendo um K-Drama que precisa ser assistido com cautela. Uma das características que fazem a obra ter cenas sufocantes é um dos vilões, Baek Jun Ki (Jo Sung Ha). Interpretado por Jo Sung Ha, ele é chamado de Pai Espiritual da comunidade religiosa, que "acolhe" a família de Im Sang Mi (Seo Yeji) em meio a dificuldades. Mas o que deveria ser apenas uma religião normal transforma-se em um pesadelo, com um culto de práticas perversas. O discurso do líder é forte o suficiente para fazer uma lavagem cerebral nos pais de Sang Mi, que passam a segui-lo cegamente.


Baek Jun Ki é um vilão sorrateiro, por mais que o apóstolo Jo (Jo Jae Woon) tenha mais cenas capazes de despertar a fúria do público, é importante lembrar que tudo é possível graças ao poder de manipulação do Pai Espiritual. Ele entrou na mente de uma grande comunidade de pessoas que acreditavam que poderiam encontrar conforto na fé religiosa, essas vítimas passaram a defender com unhas e dentes a igreja, principalmente, o seu líder, que é visto como alguém confiável. O personagem ainda é responsável por outros crimes, como estelionato, corrupção e assédio sexual.






Nam Gyu Man - Remember: War of the Son (2016)


(Reprodução/SBS)

Nam Goong Min apresentou um vilão detestável sob a pele de Nam Gyu Man, um poderoso empresário que consegue deixar evidente seu caráter desprezível desde a primeira cena. É por culpa dele que a vida de Seo Jin Woo (Yoo Seung Ho) desmorona e todos os eventos tensos em Remember: War of the Son dão início. Gyu Man é o típico homem rico que acredita que é intocável pelo seu dinheiro, ele tem um temperamento explosivo e agressivo, e por conta disso desencadeou uma série de fatalidades.


O vilão é um personagem que consegue despertar a ira e indignação do público com facilidade, principalmente, ao vê-lo se safar de responsabilidades após cometer atos cruéis em seus frequentes ataques de fúria. O vilão é dono de um comportamento tão denso, que afetou o próprio ator, Nam Goong Min revelou que durante o processo coisas insignificantes passaram a deixá-lo mais agitado e sofreu com um episódio em que um deslize de seu manager o fez liberar Gyu Man interior do nada, algo que não faria normalmente.


Assistiu algum K-Drama da lista? Conta para a gente em nossas redes sociais.

398 visualizações

Comments


bottom of page