top of page

Hits imprevisíveis: 5 grupos de K-pop que salvaram a carreira de forma inesperada

Atualizado: 19 de jul. de 2022

Aclamados pelo público, certos grupos provaram como a música correta faz toda a diferença para mudar o rumo da carreira

(Reprodução)

Na indústria musical, ter sucesso não é uma tarefa fácil, E dezenas de artistas do K-pop debutam e incontáveis comebacks acontecem a cada ano. Todos desejam se destacar para receber o reconhecimento merecido e escapar do temido disband. Apesar de parecer difícil, alguns artistas já passaram por situações em que uma única canção foi decisiva para mudar a carreira de forma inesperada.


A trilha até a fama não é rápida e tranquila, e muitos enfrentam obstáculos até a visibilidade. Porém, quando as expectativas não são alcançadas pela empresa responsável pelo gerenciamento, o fim do contrato ou o atraso para novos lançamentos se torna cada mais próximo. Certos artistas já provaram que é possível driblar esse caminho que, muitas vezes, parece inevitável, após tantas tentativas.


Para mostrar que isso é possível, o Café com Kimchi separou cinco grupos que salvaram a carreira de forma inesperada:


EXID


O EXID estreou em 2012 pela Banana Culture e completa 10 anos em 2022. Composto por Solji, LE, Hani, Hyelin e Jeonghwa, o quinteto esteve em atividade até 2020, quando anunciaram o hiatus. Porém, antes da pausa, o grupo apresentou uma das mais conhecidas mudanças de carreira, com Up & Down, lançada em 2013.


Assim como outros artistas, o EXID tentava se destacar desde o debut. Mas graças a uma fancam específica de Hani que todos os olhares se voltaram ao girlgroup. O vídeo da integrante em uma performance da canção em 2014, atualmente, já ultrapassou a marca de 36 milhões de visualizações no YouTube. Com essa brusca mudança, o quinteto acumulou prêmios, como o de Discovery of the Year no Gaon Chart K-pop Awards em 2015, e convites para trabalhos na televisão.




iKON


Em seu debut em 2015, o iKON era uma promessa grandiosa, ao que o boygroup já era conhecido desde seu pré-debut pelas aparições em reality shows e suas canções facilmente caíram no gosto do público. Porém, o grupo foi a prova que muito depende de uma boa administração, algo que a YG Entertainment não conseguiu oferecer nos anos seguintes. Apesar do bom desempenho no começo, o iKON foi colocado de lado pela empresa e as promoções em solo sul-coreano diminuíram gradativamente.


Tudo mudou em 2018 com Love Scenario, que bateu recordes e, literalmente, não saiu da boca do público. Como um sinônimo de sucesso naquele ano, a canção dominou os charts nacionais e, consequentemente, aumentou a divulgação do iKON na Coreia do Sul durante aquela época.


Vale mencionar que Love Scenario nasceu sem nenhuma grande pretensão. No reality-show do grupo, intitulado iKON TV, o compositor B.I., antigo líder do boygroup, contou que queria apenas fazer uma música sobre o seu dia. Ao assistir a um filme romântico, acabou escrevendo sobre amor — e levou apenas duas horas para concluir a composição do maior sucesso de iKON.




AOA


O AOA sofreu muitos altos e baixos desde o debut em 2012. A jornada turbulenta fez com que a formação sofresse mudanças ao longo dos anos, e atualmente, apenas o trio de integrantes Chanmi, Hyejeong e Seolhyun permanecem na empresa FNC. Em 2019, o girlgroup esteve em evidência pela participação na primeira temporada de Queendom, mas antes do reality show da Mnet, outro trabalho foi responsável por alavancar a imagem do AOA.


A marca do girlgroup é o conceito sensual, e a música responsável por dar maior visibilidade não poderia ser diferente. Miniskirt, lançada em 2014, trouxe a primeira vitória em music shows do AOA e a marcante coreografia do refrão foi dançada por várias celebridades. Os comebacks seguintes tiveram resultados satisfatórios; porém, com o tempo, o grupo sofreu com uma queda de popularidade até o Queendom, quando por coincidência a performance que as levou ao auge do programa foi justamente a de Miniskirt.




Girl's Day


Todo fã de artistas femininos da terceira geração já ouviu muito Something, uma das músicas mais conhecidas de conceito sensual pela coreografia bem característica. O comeback do grupo Girl's Day, em 2014, se tornou um viral e recebeu covers de diferentes cantores, seja para apresentações especiais ou em uma dança rápida em um programa de variedades.


Atualmente, Something causa muita nostalgia entre os fãs de K-pop, mas para o quarteto tem um significado ainda mais especial. Com ela, o grupo esteve em evidência, após quatro anos desde o debut e contribuiu em trabalhos estáveis para as integrantes, mesmo depois do disband em 2019.




Brave Girls


Um dos mais recentes milagres em carreiras ocorreu com o Brave Girls. Formado pela Brave Entretainment, diferente de outros artistas que tinham produções famosas do Brave Brothers, o girlgroup nunca soube o que era emplacar um hit até 2021. Os obstáculos fizeram com que sofresse alterações em sua formação original com o tempo. Por dez anos, as integrantes buscaram conquistar uma fama estável, até que um vídeo que mesclava diferentes stages de Rollin', inesperadamente, recebeu forte repercussão no YouTube.


Lançada em 2017, a música foi responsável por entregar a visibilidade ao girlgroup anos depois. Similar a outras celebridades, que tiveram destaques improváveis, o Brave Girls conseguiu reverter sua situação que pairava um disband para trabalhos importantes e novos fãs. A aclamação por Rollin' foi tão alta, que o hit voltou a ser promovido em programas semanais e recebeu um total de sete prêmios depois de cinco anos de lançamento.





Qual foi o sucesso mais inesperado? Conta para gente em nosso Instagram e Twitter.

81 visualizações

Posts Relacionados

Comments


bottom of page