top of page

TXT: Tudo sobre a carreira do grupo conhecido como líder da 4ª geração

Atualizado: 28 de jul. de 2023

Com conceitos impactantes e versatilidade desde o debut em 2019, TOMORROW X TOGETHER é um dos melhores projetos da HYBE


(Divulgação/HYBE)

O Music Bank Chile 2022 promete ser dominado pela quarta geração e nada mais justo do que o TXT, também conhecido como TOMORROW BY TOGETHER, integrar a tão aguardada line-up. Ao lado de ATEEZ, The Boyz, STAYC e mais, o boygroup subirá no palco do evento em 12 de novembro. O quinteto fez sua estreia em 2019 e desde então vem construindo uma forte carreira e se destaca entre os artistas da sua geração.


O festival de K-pop, Music Bank retorna depois de quase dois anos de hiatus, devido a pandemia da Covid-19. Após tanta espera dos fãs pelo retorno das atividades de turnês, o Music Bank já tem destino confirmado, o Chile. Esta será a segunda vez do festival pelo país, sendo a primeira em 2018. Vale lembrar que o Brasil também fez parte da lista de países que já receberam o evento, com diversos artistas sul-coreanos em 2014, no Rio de Janeiro.


O TXT está entre as atrações do dia 12 de novembro e para aqueles que ainda não conhecem o quinteto, ainda dá tempo para saber tudo sobre a trajetória. Confira abaixo informações importantes organizadas pelo Café com Kimchi:


Dos primeiros anos até 2022: Debut, primeira turnê e mais


(Divulgação/HYBE)


No começo de 2019, a HYBE apresentou o seu primeiro boygroup desde a estreia do BTS em 2013. Anos separam os dois grupos e o público se dividia em ansiedade e incertezas do que esperar dos novos artistas. Sob a pressão e altas expectativas da indústria, o TOMORROW X TOGETHER, composto por Yeonjun, Soobin, Beomgyu, Taehyun e Hueningkai, fez seu debut em 5 de março com o EP The Dream Chapter: STAR.


A faixa-título CROWN acompanhou um Music Video simples e retornou com o cute concept entre os boygroups da geração. Ao longo dos meses seguintes, o TXT aumentou rapidamente sua videografia, com MVs para as quatro b-sides do seu álbum.



A empresa soube como investir fora do país de origem. Em maio, o quinteto partiu para o Estados Unidos para realizar sua primeira turnês, o SHOWCASE: STAR in USA, com passagem por seis estados estadunidenses de 9 a 24 de maio. Na ocasião, foram esgotados 12.300 ingressos. No mês seguinte, se tornou o primeiro grupo de K-Pop a se apresentar no Wango Tango, festival do iHeart Radio.


O TXT teve um ano movimentado, mas seu comeback seguinte demorou para sair do papel. Em meio a uma agenda apertada e problemas de saúde dos membros, o primeiro comeback foi lançado em 21 de outubro, com o Full Album The Dream Chapter: MAGIC, que apresentou a faixa título Run Away.


Com tantas atividades e conquistando o público por onde passava, o resultado não poderia ter outro, o prêmio que os membros tanto almejavam foi conquistado, o Rookie of The Year, não uma, mas 13 vezes, os tornando o grupo masculino com mais vitória na categoria e o título de Grand Slam Rookie, quando um artista conquista as principais prêmiações sul-coreanas (MMA, MAMA, GDA, Gaon e SMA).


Em janeiro de 2020, o foco foi o Japão, o grupo fez sua estreia com Magic Hour e realizou uma série de atividades pelo país. O sucesso rendeu mais dois discos em solo japonês: Still Dreaming (2021) e Chaotic Wonderland (2021). Além de canções para animes, como Everlasting Shine em Black Clover e Force em World Trigger.


De volta a Coreia do Sul, com conceito sombrio, o TXT estreou o álbum que encerraria a trilogia iniciada no debut, o The Dream Chapter: ETERNITY. Poucos meses depois, em outubro, foi apresentado um comeback totalmente diferente do anterior. Se Cant You See Me? era rodeada por uma atmosfera misteriosa, Blue Hour quebrou essa sensação com o conceito fantasia e sonoridade empolgante. O single integrou o EP minisode1: Blue Hour.


O ano de 2021 foi de maior crescimento para o boygroup, com o inicio de uma nova série de álbuns, o The Chaos Chapter. Não só em álbuns, mas em sonoridade, o quinteto mostrou que aquele ano seria de mais uma inovação, mostrando ao público que o rock é um dos fortes do grupo. O TCC: FREEZE foi lançado em 31 de maio, com 0X1=LOVESONG (I Know I Love You), mas o grande hit inesperado não veio de outra canção, Anti-Romantic, que dominou o Tik Tok e levou o trabalho do TXT para além da bolha do K-Pop.


A HYBE não poderia perder a oportunidade do nome do seu artista em alta daquela forma. Três meses depois o primeiro álbum Repackage, o TCC: Fight or Escape, acompanhou o single LOSER=LOVER e deu continuidade ao pop rock que funcionou tão bem no lançamento anterior.



No ano seguinte, o minisode se tornou uma duologia, com o Minisode 2: Thursday's Child (2022). A faixa-título Good Boys Gone Bad mostrou que, até aquele momento, a mistura do pop e do rock seria mais explorado nos trabalhos do grupo. Pouco depois, para a empolgação do fandom, a HYBE informou o início da primeira World Tour a partir de julho.





Do cute ao pop rock: os conceitos e discografia versátil


O TXT se destaca pelas propostas ousadas, o grupo mostra que não tem medo de arriscar a cada comeback, deixando o público curioso sobre qual novidade passará a integrar a discografia versátil. A discografia é composta pela trilogia The Dream Chapter, a duologia minisode e o The Chaos Chapter.


Com passagens por diversos gêneros musicais e conceitos, o quinteto iniciou a carreira com CROWN. O debut com cute concept, resgatou essa essência para o K-pop quando muitos boygroups já haviam a abandonado. Do TDC: STAR ao ETERNITY, a discografia foi composta por gêneros como New Jack Swing, R&B, Synth Pop, House-pop, Hip-Hop e Soul. Em três lançamentos principais o grupo mostrou que possuía diferentes propostas. O ETERNITY se apresentou como uma das propostas mais ousadas para o quinteto até aquele momento. A era TDC começou com o cute concept e terminaria com o dark.


O The Chaos Chapter, iniciado em 2021, dá indicios para uma nova série de álbuns. Até o momento é composta apenas por FREEZE e seu repackage FIGHT or ESCAPE, ambas lançadas no mesmo ano. Com a dupla de álbuns, o quinteto soube mostrar que conseguem trazitar pelo rock com maestria, com os singles 0x1 LOVESONG e Loser=Lover. As b-sdes também acompanham os gêneros Trap e pop punk.


A duologia minidose foi aberta pelo minisode1: Blue Hour, retomando um pouco o lado alegre do TXT, com uma dose de fantasia. O minisode chama atenção por contar a primeira faixa disco do TXT, com o Blue Hour. Seguido de outros gêneros como rock indie, pop rock e future R&B. É inegável que o mini álbum tem um peso de significados, justamente por apresentar esperança em meio a solidão. Mas se o minisode 1 teve foco em fantasia disco, sua continuação iria pelo caminho oposto. O minisode 2: Thursday's Child convida o público a apreciar o seu pop punk de Good Boys Gone Bad, que conseguiu ser ainda mais intenso do que em The Chaos Chapter.


Logo no debut, o grupo estabeleceu um padrão conceitual alto. Em The Dream Chapter: STAR, o TXT pontua o processo de auto aceitação e a sua importância. A abordagem de tópicos importantes se estendeu para os lançamentos seguintes, com as dificuldades da adolescência, solidão, amizade e até os dilemas da pandemia. O grupo soube mostrar ao seu público, que possui um perfil, majoritariamente mais jovem, de que eles não estão sozinhos quando atravessam em momentos específicos e sempre haverá alguém para ajudar no processo.


Há um chifre crescendo na minha cabeça / Mas eu o amo / Você se tornou minha coroa

(Divulgação/HYBE)


Os integrantes


Apresentados ao público pela primeira vez em 10 de janeiro de 2019, cada membro teve uma apresentação individual especial, com um intervalo entre elas para atiçar a curiosidade do público. Soobin, Yeonjun, Beomgyu, Taehyun e Hueningkai compõem grupo jovem, com uma faixa-etária entre 20 a 23 anos, sendo Hueningkai o mais novo e o Yeonjun o mais velho.


O quinteto não conquista o público apenas em talento, mas também em carisma, a personalidade de cada membro tem trazido cada vez mais adeptos ao MOA — fandom do boygroup. O TOMORROW X TOGETHER pode ser acompanhado ainda mais de perto em seus diversos conteúdos, como o TO:DO, Talk Today e mais.


As grandes emissoras da Coreia do Sul também ESTAVAM de olho nessa desenvoltura do TXT. Não é atoa que o Soobin foi MC do KBS Music Bank e, atualmente, Yeonjun é quem lidera o SBS Inkigayo, ambos grandes programas semanais de K-Pop. O duo não foi o único a despertar o interesse, o trio dos mais novos também já foram convidados como MCs especiais e mostraram que a diretoria das emissoras fez a escolha certa em convida-los naqueles momentos.


Yeonjun


(Divulgação/HYBE)

Choi Yeonjun nasceu em 13 de setembro de 1999 em Seul. É o membro mais velho, dançarino, rapper e vocalista. Apesar de ser bem conhecido pelas suas linhas de rap marcantes nas músicas, Yeonjun assume com facilidade a posição de vocalista. Não é atoa que ele recebeu o título de "Legendary Trainee" da HYBE, por não ter saído do primeiro lugar do ranking da avaliação mensal dos trainees. Em atividades individuais, o integrante já fez participação no episódio 8 do K-Drama K-On e, atualmente, é MC do SBS Inkigayo.


Soobin


(Divulgação/HYBE)

Choi Soobin assume o papel de líder e vocalista do grupo. Ele nasceu em 5 de dezembro de 2000. Soobin revelou que seu processo de audição para a HYBE de reviravoltas, já que ele pensou que não iria passar e para se consolar comprou cinco sorvetes na volta para casa. A vida artista desenvolveu as habilidades de comunicação de Soobin, que no começo da carreira era mais tímido, porém, o tempo como MC do Music Bank o permitiu se desenvolver mais e conquistar todos os entrevistados.


Beomgyu


(Divulgação/HYBE)

Choi Beomgyu nasceu em 13 de março de 2001 em Daegu. Apesar de certa distância, não foi Beomgyu que entrou em contato com a HYBE primeiro para tentar uma audição, a empresa que foi até ele em busca de solicitar a presença dele em Seul. Supreendentemente, Beomgyu negou devido a prova que teria no mesmo dia. Mas a empresa mostrou que não desistira tão fácil e foram pessoalmente até ele para que a audição fosse feita. No fim, deu certo e anos depois Beomgyu assumiu as posições de vocalista, dançarino e rapper, o membro também possui habilidades com violão e já esteve em uma banda de rock.


Taehyun


(Divulgação/HYBE)

Kang Taehyun não teve grandes dificuldades para ter acesso as empresas de entretenimento por ter nascido em Seoul desde 5 de fevereiro de 2002. As empresas souberam aproveitar a oportunidade, Taehyun revelou ter sido recrutado para cerca de 20 agências, mas no fim escolheu a HYBE. O integrante certamente encantou pelas suas habilidades vocais, no TXT, é o responsável pelas notas mais altas das canções e assume a responsabilidade com excelência.


Hueningkai


(Divulgação/HYBE)

Hueningkai fez barulho quando foi anunciado, principalmente, no Brasil quando o público descobriu que o pai do integrante é brasileiro. Porém, Hueningkai não sabe falar português como muitos idealizaram, mas tem aprendido certas palavras com o pai, quem sabe uma preparação para um show futuro. Hueningkai nasceu longe do Brasil, no Hawaii em 14 de agosto de 2002, mas logo viajou para a Coreia do Sul e, então, para a China, onde passou alguns anos até retornar para solo sul-coreano. Sua história com a HYBE iniciou quando um olheiro se interessou pelas habilidades e atualmente, ele é um dos vocalistas do TXT. Hueningkai tem duas irmãs, uma delas é Huening Bahiyyih, membro do KEP1ER.



(Divulgação/HYBE)

Nem todos os momentos foram flores, o grupo passou pelos seus altos e baixos, bem conhecidos pelos fãs, quando parcela do grupo questionava a sua capacidade de entregar tudo o que era esperado deles. Mas o TXT soube dar a volta por cima e cair no gosto até entre os mais relutantes em dar uma oportunidade ao quinteto.


O TXT recebeu diversos títulos ao longo desses quase cinco anos de carreira, e há quem ainda insista que é fantasia do fandom. As nomeações que o grupo recebe nada mais são do que reflexo de como a mídia, tanto sul-coreana, quanto internacional, os enxerga.


De "Líderes da quarta geração" a "It Boys da quarta geração", segundo a Rolling Stones, Mnet Music Awards, Grammy e mais . O boygroup mostrou um crescimento orgânico ao longo desses quatro anos, começando por pequenas vitórias em programas semanais coreanos até os 13 prêmios de Rookie of the Year. Pode-se dizer que 2019 foi um grande ano para o TXT em vendas e premiações e o grupo não parou. O TXT acumulou uma longa lista de marcos, principalmente, em ser o primeiro boygroup ou grupo em geral a alcançar uma meta específica. Recentemente, os fãs têm comemorado a conquista de 1 milhão de cópias vendidas pelo minisode 2: Thursday’s Child.





Animado para ver o TXT no palco do Music Bank Chile? Conta o que acha do boygroup em nosso Instagram e Twitter.

761 visualizações

Comments


bottom of page