top of page

“Minisode1: Blue Hour”: TXT mostra crescimento musical e oferece esperança em meio a solidão

Atualizado: 21 de dez. de 2022

Há um ano o TXT retornava com seu terceiro EP, com os desafios da COVID-19, buscou confortar os fãs por meio da música.


(Divulgação/HYBE)

Há um ano, o TOMORROW X TOGETHER, mais conhecido como TXT, lançava o seu terceiro EP intitulado de minisode1: Blue Hour. O álbum marcou a nova era do boygroup composto pelos integrantes: Soobin, Yeonjun, Beomgyu, Taehyun e HueningKai, como o primeiro após o fim da trilogia The Dream Chapter, apresentada desde o debut. O quinteto explorou histórias do cotidiano, com intuito de se tornar um refúgio para as pessoas durante situações difíceis.


A lista de conquistas do minisode1 é extensa. Colecionando #1 em diferentes categorias no Hanteo, Gaon, Oricon e Billboard, o TXT novamente mostrou que não pretende decair, quebrou os próprios recordes e estipulou novos na quarta geração do K-pop. Se consagrou como o grupo masculino da geração que mais vendeu na primeira semana da Hanteo (300 mil cópias) em 2020 e a maior estreia de um grupo da 4º geração na Gaon (415 mil cópias).


Em outubro, as promoções da nova fase iniciaram. Junto com o single Blue Hour, a faixa We Lost the Summer esteve presente nos Music Shows, com o lançamento do MV em novembro. As promoções do single se estenderam até 11 de novembro no Show Champion e cederam espaço para um breve divulgação da b-side.





Confortando os fãs por meio da música


Muito além dos feitos numéricos, os Moas - fandom do TXT - podem se orgulhar da qualidade e a representação do minisode1: Blue Hour. O disco soube abordar a solidão em diferentes ocasiões da vida, seja em lugares familiares ou na amizade.


A pandemia da COVID-19, impactou severamente o mundo e exigiu diversas mudanças. O quinteto acertou ao separar uma música justamente para falar sobre o isolamento social. O diálogo é ainda mais imersivo por se tratar de uma narrativa a partir de suas perspectivas como jovens, servindo como uma fonte de exemplo aos seus fãs.




O conceito focou em refletir esse estado que o mundo atravessava. Para os teasers, foi preciso selecionar pontos chaves, como “casa” e “virtual”, devido às limitações da quarentena. Pensando nisso, as fotos para a divulgação, divididas “R”, “VR” e “AR”, enfatizaram as barreiras, mas ainda assim, comprovaram que seria possível passar bons momentos e interagir com os amigos.


O crescimento musical ficou evidente, o grupo arriscou mais e apostou na mistura de diferentes gêneros, muitos deles, estreantes na discografia. Além disso, os integrantes mostraram a confiança que possuem da empresa, estando presentes na composição de três das cinco faixas. Uma surpresa é a participação da cantora e compositora britânica Charli XCX entre os escritores da música We Lost The Summer.


(Reprodução/HYBE)

A faixa de abertura, Ghosting, é uma balada rock-indie dos anos 80. A música combina vocais harmônicos com um refrão vintage e nostálgico. Ghosthing deriva da palavra inglês ghost que significa “fantasma”, é um forma comum de denominar o encerramento de uma relação sem explicações na era digital.


A letra aborda o assunto que passa despercebido na vida de muitos adolescentes, a perda de contato com um amigo que simplesmente some. Ele desaparece como um fantasma, deixando para trás uma pessoa que anseia por uma mensagem que nunca chega. Consequentemente, o vazio e a angústia também o transformam em um fantasma na sua própria realidade. Ele tenta lidar com o fim do relacionamento, ao mesmo tempo em que ainda tem esperanças de retorno.


A faixa título do álbum, Blue Hour, também conhecida como 5시 53분의 하늘에서 발견한 너와 나, é a primeira disco do grupo. A música traz vocais suaves, som alegre e contagiante. O horário, 5:53 PM, no nome em coreano é uma referência ao pôr do sol que acontece na cidade de Seul em outubro. O grupo utiliza a metáfora dessa visão para explorar sentimentos conflitantes de estranheza e isolamento, mesmo em ambientes familiares. A música passa uma mensagem reconfortante, enfatizando que apesar da solidão nestes tempos, ainda há esperança de se sentir da mesma maneira que as outras pessoas.


A letra representa o anseio de escapar para um mundo imaginário e congelar o tempo para não retornar as dificuldades do real. O Music Video tem cores vibrantes e cenários fantasiosos de um universo mágico, que marcam essa fuga da realidade. Mas a aventura do quinteto desaparece com o pôr do sol.




A faixa seguinte chamou atenção por falar do assunto de preocupação mundial, a COVID-19. Em We Lost The Summer, o boygroup buscou trazer um pouco de conforto aos seus fãs, evidenciando que não estão sozinhos neste cenário difícil. A partir da narrativa de um adolescente, a letra enfatiza as mudanças causadas pela pandemia. Além de resgatar sentimentos de saudades com pessoas que não podem se ver devido ao isolamento social.


O TXT também apostou em sua influência, enquanto figura pública, para incentivar a importância dos protocolos de segurança. Elementos do novo normal durante a pandemia, como máscaras, espera pela vacina e isolamento social aparecem na letra da música. Os cuidados também são ilustrados no Music Vídeo, onde os membros aparecem separados, cada um em suas residências, depois do decreto de quarentena. Para se conectarem, os cinco jovens fazem chamadas de vídeo e adaptam suas vidas para atividades caseiras.



Entre as cinco faixas, Wishlist substitui o vazio pela vontade de presentear uma pessoa especial. Mas a tentativa se torna um grande desafio, quando o presenteado não revela o que deseja. A letra retrata as dificuldades em escolher um presente de aniversário e as diferentes tentativas de encontrar o ideal. O conflito faz o menino passar noites em claro e implorar por uma lista de desejos do aniversariante. A música combina elementos empolgantes de pop-rock.


A última faixa do álbum Way Home é uma Future R&B, em que o quinteto apresenta a solidão e saudades no caminho de volta para casa ao fim das aulas. A letra narra um menino perdido em meio a recordações e incertezas. Mas apesar do conflito, a mensagem transmitida pela música é que independentemente de tudo, ele ainda poderá estar junto ao amigo da sua memória, enquanto se lembrarem um do outro.



Lidando com os conflitos amplificados pelo período pandêmico, o minisode1: Blue Hour oferece conforto e esperança. Realça que os jovens não estão sozinhos com esse turbilhão de sentimentos.


Mantendo a abordagem característica do quinteto, o minisode1 cumpriu o prometido e se destaca na discografia pela carga de significados que o acompanha. O boygroup compartilhou com êxito um EP que dialoga com o seu contexto. Inclusive, como dito pelos próprios membros, essas são histórias que apenas eles poderiam contar. Percebe-se que o TXT vem para mostrar que a quarta geração está em boas mãos.






171 visualizações

Komentar


bottom of page