top of page

Drama parecido com “The Boys”? Descubra tudo sobre “Moving”, produção do Star+

Atualizado: 25 de ago. de 2023

Elenco envolvente e super poderes na trama de "Em Movimento" prometem trazer um novo gênero de heróis às produções coreanas


(Divulgação / Disney+ / Prime Video )


Está procurando por um pouco mais de ação e fantasia para assistir? Moving ("Em Movimento", no título em português) é uma boa opção para você que adora filmes que abordam heróis poderosos. O K-drama foi lançado pelo Star+ no dia 9 de agosto, e é uma boa opção para quem busca algo um pouco mais agitado, para sentir os nervos à flor da pele, e muita emoção. Há quem diga, também, que a série tem um quê de The Boys, seriado do Prime Video.




Digno de filmes de super heróis, Moving, original da Disney+, está planejado para ter vinte episódios no total, com lançamentos semanais. A premissa conta a história de Kim Bong Seok, Jang Hee Soo e Lee Gang Hoo, um trio de amigos que não são jovens nada comuns. Eles possuem super poderes que foram herdados de seus pais, e tentam levar a vida se passando por pessoas normais, enquanto seus genitores fazem de tudo para protegê-los, para que suas habilidades não sejam exploradas pelo mundo.


Tudo isso ocorre porque os pais enfrentam um segredo que atormentou diversas gerações de pessoas que possuem super poderes, e não querem que o mesmo aconteça com seus filhos. Então, eles precisam lidar com vilões interesseiros para acabar com esse mal de uma vez por todas.


Elenco promissor


O elenco do k-drama eleva as expectativas quanto à sua qualidade, já que é sustentado por grandes nomes. O trio principal é formado por Lee Mi Hyun (Han Hyo Joo, protagonista de Happiness e W: Dois Mundos), além de Kim Doo Sik (Jo In Sung, estrela de School 3 e It’s Okay, That’s Love). Por fim, não menos importante, Jang Joo Won (Ryu Seung Ryong, de Kingdom e The Good Bad Mother).


Além deles, está o trio de jovens, os poderosos filhos protegidos, Kim Bong Seok (Lee Jung Ha de Nevertheless), Jang Hee Soo (Go Yoon Jung, de Sweet Home e Alquimia das Almas) e Lee Gang Hoo (Kim Do Hoon, de Here’s My Plan). Na direção de Moving está Park In Je, diretor da segunda temporada do k-drama Kingdom, já o roteiro foi escrito por Kang Full, roteirista de Late Blossom e Hello Schoolgirl.




De The Boys a filmes de herói



Não há exatamente um fator tão comum para comparar as premissas de Moving e a série americana, e nem colocá-las no mesmo patamar. Ao contrário do k-drama, The Boys é formado por uma equipe malévola, que estão no mundo explicitamente e não precisam esconder seus poderes, já que são admirados por tê-los, e usam os usam para fazer o que há de pior. Enquanto isso, a série coreana, relata o lado dos mocinhos, e tem um tom protetor e acolhedor dos genitores quanto aos seus filhos, e fazem de tudo para protegê-los, para que seus poderes sejam bem utilizados.


Mas o que deixa as duas produções mais próximas é a ação, que em The Boys é bem mais carregada de violência e um vocabulário mais hostil e irreverente. Enquanto em Moving, embora haja cenas de luta, e um toque violento, vem de forma mais leve, porém tão cativante quanto.


Além disso, Moving tem tudo para agradar quem gosta de filmes de super heróis, já que a trama segue numa pegada próxima às produções hollywoodyanas de sucesso, bem similar a X-Men. Assim como a equipe do professor Xavier, o trio de amigos nasceu com mutações genéticas e possuem poderes, além de serem perseguidos por um grupo opressor que quer fazê-los mal, ou fazer mau uso de suas habilidades.



Novos ares aos dramas


(Divulgação / Disney+)

Premissas esquisitas, ou tomadas por vampiros e até mesmo marcadas por folclores coreanos, já se destacam muito bem na dramaland. Porém Moving promete trazer um novo gênero de histórias de "heróis coreanos" para a indústria cinematográfica do país, como foi dito pela revista Harper's Bazaar em entrevista com Han Hyo Joo e Jo In Sung, protagonistas da série.


Durante a entrevista, Hyo Joo afirma que se sente orgulhosa de fazer parte de um k-drama com produção e cenas de ação pouco comuns entre os dramas coreanos. E In Sung complementa: "O maior charme deste drama é que ele contém a vida trivial de pessoas que podem ser vistas ao nosso redor, enquanto os eventos históricos da Coreia se desenrolam", mostrando como a ficção e o real podem se chocar, e entregar histórias incríveis como Moving.


375 visualizações

Comments


bottom of page