top of page

De BBB a Jornal da Globo: Confira 10 vezes em que o K-Pop invadiu programas da TV aberta brasileira

Atualizado: 4 de fev. de 2023

A passagem do participante Vyni no Big Brother Brasil 22 trouxe mais uma vez o holofote ao gênero musical sul-coreano

(SM Ent. / GShow / JYP Ent.)

Na noite de ontem (terça-feira, 15), fãs do Big Brother Brasil acompanharam a mais uma eliminação do programa. Dessa vez, quem abandonou o sonho de ganhar 1,5 milhão de reais foi o Vyni, participante natural de Crato, no Ceará. Gostando ou não do jogo do eliminado, uma coisa é certa — o brother representou e levou muito K-pop ao horário nobre da maior emissora do país.


Vyni dançou, ensinou coreografias fáceis e cantou muito no BBB, mas sua participação não foi primeira vez que o pop sul-coreano conquistou um espaço na nossa TV aberta. Ora em trilhas sonora, ora em assuntos sérios ou até em situações aleatórias, o K-pop vem marcando presença na grade das emissoras, e o Café Com Kimchi preparou uma lista com 10 programas para você assistir. Preparados? Começa após a publicidade.



Sábado Total (Rede TV)


Para começar, um momento cômico: em 2013, o programa Sábado Total apresentou um quadro com covers de dança de K-pop. Até aí, nada de especial. O que rouba a cena, porém, são os comentários por vezes equivocados do apresentador Gilberto Barros, que ainda tenta introduzir política internacional na entrevista com os dançarinos. Para encerrar o quadro, um sósia do PSY apresentou Gangnam Style, música que completa uma década neste ano.



Programa Raul Gil (SBT)


Em 2016, o programa fez um concurso de dança só com atos de K-pop. As apresentações incluíram covers de VIXX, BTS e outros. A grande final teve a presença do grupo 24K, que estava em turnê no Brasil. No ano seguinte, o programa voltou a receber um k-group — o KARD. Porém, a participação do quarteto foi marcada negativamente por uma série de posturas inconvenientes e comentários xenofóbicos do apresentador. Que vergonha!



Programa da Sabrina (Record)


Em 2016, a atração da Sabrina Sato na Record levou o grupo UNIQ às ruas de São Paulo. O programa quis proporcionar ao quinteto um "choque de cultura", o que rendeu aos fãs alguns momentos divertidíssimos. Em um único segmento, foi possível ver os membros experimentando coxinha, feijoada, dançando a hits brasileiros como Lepo Lepo do Psirico e Bang da Anitta e encontrando fãs. Veja mais após a publicidade.



Globo Repórter (Globo)


Em 2018, uma edição do Globo Repórter dedicada à Coreia deu um destaque especial à indústria do entretenimento, com ênfase no pop sul-coreano. Na reportagem, foi revelado que o gênero movimenta cerca de 16 bilhões de reais por ano. Outro enfoque da matéria foi a disciplina no trabalho de ser um k-idol, e o mercado como "uma fábrica de produção de artistas em série." Rolou até uma mini entrevista com o NCT 127!


(Reprodução/ Globo Play)

Conversa com Bial (Globo)


A indústria e o fanatismo por K-pop também foi o tema de um programa da série Conversa com Bial em 2019. Na ocasião, o apresentador Pedro Bial recebeu a escritora Babi Dewet e o pesquisador Ronaldo Lemos para conversarem sobre o gênero musical que acumula cada vez mais fãs no Brasil. Achou que acaba aí? O programa também contou com a participação do Busters — grupo da Yeseo do Kep1er — que estava em turnê pelo país.


(Reprodução/ Globo Play)

Fantástico e Profissão Repórter (Globo)


O show do BTS no Brasil em 2019 rendeu uma reportagem para o Fantástico sobre o que um fã pode fazer por um ídolo. A reportagem entrevistou ARMYs que ficaram três meses acampadas na espera pelo show (vídeo). O assunto ainda foi pauta, no mesmo ano, do programa Profissão Réporter; agora sob uma lente ainda mais profunda que investigou também a paixão dos brasileiros pela dança e o frenesi na apresentação do Bangtan.



Jornal da Globo (Globo)


Os bastidores obscuros do mercado do K-pop e a pressão imposta sobre os artistas foi assunto de uma reportagem no Jornal da Globo em 2019, que teve o gancho da morte do cantor e ator Cha In Ha — a quarta morte na indústria em apenas seis meses. A notícia também trouxe uma contextualização breve acerca do gênero musical, e ainda falou sobre a rotina de trabalho severa e o bullying virtual.



São Paulo TV (SPTV - Globo)


Provando que brasileiro é zoeira, a Naeyeon do TWICE apareceu na primeira edição do SPTV, um dos maiores telejornais do Brasil. A participação dela, porém, não foi autêntica: um fã se passou pela cantora do grupo formado em reality e postou na redes sociais como se a Nayeon estivesse assistindo ao jornal. Aí, a sorte favoreceu os Onces brincalhões e a foto dela foi transmitida para todo o estado de São Paulo. Que trote, hein!



Quanto Mais Vida Melhor (Globo)


Em 2021, a faixa Pretty Savage do primeiro full álbum do BLACKPINK virou trilha sonora! A música é tema da personagem Flávia, uma dançarina na novela das 7 Quanto Mais Vida Melhor. No ar desde 2021, a inclusão da faixa nas telinhas da Globo foi celebrada no Twitter assim que saíram as prévias da novela. E falando em novela, você sabia que algumas tramas da teledramaturgia brasileira se assemelham muito a doramas?



Mais Você (Globo)


Já virou uma piada interna no fandom EXO-L que o programa da Ana Maria Braga promove mais o EXO do que a própria SM Ent. Ora através da música de abertura, ora com reportagens especiais, o grupo já "apareceu" várias vezes no programa. A última participação indireta foi em 2021, em uma matéria sobre fãs da cultura coreana, com destaque na valorização dos álbuns físicos.



Gostou de ver o K-pop ocupando esses espaços na TV aberta? Segue a gente no Instagram e no Twitter do Café Com Kimchi pra ficar ligado em mais matérias assim!



109 visualizações

Comentarios


bottom of page