top of page

[ENTREVISTA] 2Z fala sobre turnê no Brasil e relação com o público: “Nos apoiou desde o nosso debut”

Conhecidos por covers de artistas como Gloria Groove e Pitty, o grupo passará por Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte em segunda turnê


foto de grupo sul-coreano 2Z
(Divulgação / HIGHWAY STAR)

Seguindo o ritmo do ano passado, 2024 começou agitado com a confirmação da vinda de artistas como IVE e Bambam, além da grande passagem do TWICE neste mês de fevereiro. Agora, os integrantes da banda de rock sul-coreana 2Z são os próximos a visitar o Brasil em sua segunda turnê. 


Formada por HOJIN, JISEOB, JungHyun, ZUNON e BUMJUN a banda de rock pop fez sua estreia em 2020 com a música My 1st Hero, junto com o álbum EP We Tuzi. Eles ficaram conhecidos por aqui depois de realizar cover de A Queda da Gloria Groove e Admirável Chip Novo da Pitty.


A mini tour da banda passará por Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte de 15 a 24 de março e inclui uma sessão de fansign. Em entrevista ao Café com Kimchi os integrantes falaram sobre suas experiências com a turnê e a relação com o público brasileiro. Leia a matéria completa para conferir!





Uma fanbase fiel em ascensão


Enquanto alguns artistas se preparam para realizar shows inéditos por aqui, o quinteto praticamente já está em casa pois essa será sua terceira passagem no país. A primeira vez foi em 2022, com a turnê A Crash Landing, na mesma época em que viralizaram na internet com os covers de músicas brasileiras, furando a bolha e alcançando novos ouvintes. 



A segunda vez foi ao participarem da line up do Asia Star Festival no ano passado e com essas visitas ao país, eles não perderam a oportunidade de turistar um pouco. “Em um dos tempos livres em São Paulo, fomos ao ‘Beco do Batman’. Tinha muita coisa legal e o que mais lembramos foram os muros cheios de grafite. Foi uma parte do Brasil que a gente imaginava: liberdade e muita diversão.


Mesmo com uma carreira recente, a banda conseguiu conquistar fãs ao redor do mundo, e este, é um aspecto que ainda os impressiona, uma vez que nem mesmo o idioma consegue ser um obstáculo na relação com os chamados From A. “Somente a Coreia usa o coreano como idioma, mas é surpreendente como conseguem entender a mensagem passada por nossas músicas e gostam da gente.”



Quando souberam que tinham fãs no Brasil eles disseram “a nossa primeira reação foi: ‘Tem gente que ouve a nossa música e nos apoia do outro lado do mundo, e ainda em um país que não fala coreano? Não acredito!". A banda também expressou sua gratidão ao fandom que segundo eles, tem mantido o seu apoio por muito tempo. 


A experiência no Asia Star Festival: “o maior público”


Foto de grupo 2Z
(Banda 2Z na primeira edição do Asia Star Festival Foto: HIGHWAY STAR)

Liderado pela HIGHWAY STAR, que também é responsável pela futura turnê da banda, o Asia Star Festival foi o primeiro evento dedicado à música asiática no Brasil e além do 2Z trouxe artistas como BOY STORY, CLASS:y, TRI:BE, Jeff Satur e MIYAVI


Com mais de cinco horas de música, o festival lotou o Espaço Unimed, chegando próximo da capacidade máxima de 8 mil pessoas. Esse se tornou um momento marcante para a banda, que confessou sua empolgação em poder participar: “Lembro que a gente se preparou por muito tempo porque queríamos mostrar tudo que tínhamos para mostrar. Foi a apresentação com o maior público que tivemos a oportunidade de participar”. 




Além de ter sido uma experiência incrível para os fãs, os integrantes contaram que também foi uma ocasião onde puderam se aperfeiçoar enquanto performavam e que segundo eles criou memórias muito especiais. Ainda relembrando o evento, JISEOB fez questão de ressaltar um momento específico que aconteceu durante a música Not without U:

Em uma parte em que todos podem cantar juntos. E bem nessa parte o HOJIN foi correndo para a frente do palco e toda a plateia vibrou com a gente cantando junto. Senti que algo me abraçou nesse momento. Foi uma experiência inesquecível para mim


As memórias positivas feitas aqui fizeram a banda se apaixonar ainda mais pelos fãs brasileiros, que nas palavras da banda são como uma “nuvem/neblina”. Para descrever o sentimento eles elaboraram: “a energia não é uma coisa visível, mas quando nós estamos tocando no palco e eles emitem essa energia, vibram e cantam com a gente, dá a impressão de ser um movimento da neblina. Sem falar que brasileiros são os mais calorosos e cheios de energia!.”


A conexão com os fãs brasileiro e os planos para o futuro


A essa altura já ficou claro que a 2Z possui de fato uma conexão especial com o público brasileiro, portanto podemos dizer que seus covers foram os primeiros sinais disso. Ao perguntarmos sobre o motivo da escolha das músicas, eles explicaram que levaram a popularidade dos artistas em consideração e que ficaram empolgados para ver uma “band version” delas. 


“As duas músicas apesar de um ritmo forte, tinham uma melodia que nos tocava no coração, o que fez sentirmos um charme neles e uma vibe provocante. Achamos que poderiam dar uma energia a mais e deixar ainda mais agitada quando apresentadas no palco” acrescentaram. 


O cover mais recente da banda foi da música Razões e Emoções da NX Zero e inclusive, muitos acreditam que eles possam performá-la no palco durante a turnê no mês que vem. O quinteto também realiza covers de artistas de outros países como Café Tacvba do México, Beatles e Enhypen, por exemplo. 




Além disso, os integrantes falaram o suporte que recebem dos fãs brasileiros desde o início: “o fandom que mais demonstrou interesse e nos apoiou desde o nosso debut foi o Brasil.” Eles continuaram mencionando que a turnê, feita em 2022, só foi possível pois o fandom manteve seu interesse na banda mesmo na época da pandemia.


Nós somos sinceramente gratos a eles. E por isso, nos esforçamos bastante para que em todas as nossas visitas possamos presenteá-los com uma experiência incrível

Na próxima visita, eles estarão promovendo Do Not Disturb, EP lançado em janeiro deste ano, com quatro faixas inéditas e descrito por eles como “uma história que contamos para nós mesmos”. Ao falar sobre seu lançamento, eles explicaram que se trata de uma motivação para passar pelos momentos difíceis onde dizem que “mesmo que esteja passando por momentos difíceis ou esteja sem fôlego, esperamos que vocês sigam em frente”.




O EP conta com seu estilo de rock já conhecido - com uso de sintetizadores e baixo - incluindo as mais animadas como a faixa título HOPE e outras mais lentas como Sad Denial e Time Machine. Mas segundo JISEOB, apesar de serem conhecidos pela vibe mais rock pop alternativo, eles gostariam de tentar novos gêneros como o estilo “western” do country, como Bon Jovi ou Aerosmith, além de poder gravar MV com figurinos de cowboy.



Ao mesmo tempo em que busca não perder sua característica original, o quinteto quer produzir músicas que possam aproximar o público mais facilmente. Depois da turnê na América Latina, devem continuar com shows pelo Japão e Europa, além de tentar alcançar mais países. Por último, a banda deixou uma mensagem: “acreditamos que o código chamado “esperança”, que implantamos desde o início da nossa carreira, ficará cada vez mais forte. Gostaria que vocês estivessem junto nesse processo de fortalecimento dessa mensagem. :)”


A banda 2Z passará por Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte de 15 a 24 de março. Os ingressos podem ser adquiridos através do site da Bilheto. Para mais informações acesse as redes sociais da HIGHWAY STAR.


Gostou da entrevista, então acompanhe o site e as redes sociais do Café com Kimchi para mais conteúdos!



73 visualizações

Comments


bottom of page