top of page

Além de A Caminho do Céu, conheça outros doramas e filmes estrelados por Lee Je Hoon

Atualizado: 4 de fev. de 2023

Confira alguns trabalhos do ator que interpretou Sang Gu, protagonista no drama Move To Heaven disponível na Netflix


(Reprodução / Netflix)


Com mais de 30 produções audiovisuais no currículo e mais de 14 anos de carreira, é inegável o quão excepcional é o trabalho de Lee Je Hoon dentro da indústria cinematográfica coreana. O ator desde o início de sua carreira teve destaque em seu trabalho, já que em seu primeiro papel como protagonista em 2011 no filme Bleak Night ganhou o prêmio de Best Newcomer no Blue Dragon Awards, a maior premiação coreana da indústria cinematográfica. Um Fun Fact é que ele ganhou contra ele próprio nesta categoria, e foi indicado também pelo papel no filme The Front Line no mesmo ano.


Conhecido por começar sua carreira com filmes indie, Je Hoon ganhou cada vez mais reconhecimento na indústria com diversos papéis em filmes comerciais e doramas que tiveram grande audiência. E neste último ano de 2021, pudemos presenciar um alavanque na carreira do ator que segue em alta demanda, sendo mais e mais requisitado pelas grandes empresas audiovisuais do país.


Com o dorama disponível na Netflix A Caminho do Céu, o ator ganhou destaque tanto na Coreia do Sul quanto internacionalmente ao interpretar o papel do protagonista Sang Gu ao lado de Tang Jung Sang, que interpreta Han Geu Ru. O K-Drama conta a história de Han Geu Ru, um jovem com Síndrome de Asperger – síndrome dentro do espectro autista – que perde seu pai precocemente fazendo com que seu tio, Sang Gu, que recentemente saiu da prisão. Sang Gu então fica responsável legalmente pelo garoto assim como da empresa em que ele e o pai geriam, a Move To Heaven. A história gira em torno da relação dos dois, na humanização da morte e também na relação das pessoas com o autismo.


(Reprodução / Netflix)


O dorama ganhou muita visibilidade pelo enredo e também pela atuação dos protagonistas que, de forma impecável, demonstraram a realidade, emocionando e tocando o coração dos telespectadores da obra. Por conta desse destaque de Je Hoon na produção, o Café com Kimchi decidiu selecionar alguns dos principais filmes e doramas que têm a participação do ator no elenco. Confira a lista abaixo!



Taxi Driver (2021)


Em Taxi Driver, Lee Je Hoon é o protagonista Do-Ki que foi um oficial das forças armadas. Sua mãe é assassinada por um serial killer e ele sofre muito com isso. Até que ele recebe a proposta de Jang Sung-Chul para trabalhar em sua empresa, a Rainbow Taxi que, na verdade, não é uma empresa convencional de serviço de transporte, mas um grupo de mercenários que busca vingança para quem não foi protegido pelas leis.


No entanto, ao serem investigados pela promotora Kang Ha-Na as coisas ficam mais emocionantes. Ha-Na ao mesmo tempo que está furiosa com os crimes cometidos pela Rainbow Taxi, fica completamente perplexa com a capacidade que eles têm de resolverem coisas que a lei não resolve. O drama é baseado no webtoon The Deluxe Taxi e apresenta a busca de Do-Ki pelo verdadeiro significado de justiça.




Tomorrow With You (2017)


Neste dorama de romance, Je Hoon vive o protagonista Yoo So Joon, um CEO de uma empresa imobiliária super bem-sucedida. So Joon simplesmente tem a capacidade de viajar no tempo quando pega o metrô. Indo e voltando no tempo, ele vê seu eu futuro vivendo uma vida de muito sofrimento e desgraça e se desespera. Assim, ele começa a procurar formas para tentar mudar esse seu futuro trágico.


Nesse vai e vem, So Joon decide então se casar com Song Ma Rin para tentar compensar seu futuro já fadado. Sua futura esposa, é uma fotógrafa muito alegre e que leva a vida de forma leve. Com o passar do tempo, So Joon aprende a amar Ma Rin e ao longo do dorama os acontecimentos facilmente os surpreendem.





Signal (2016)


Em Signal, Je Hoon faz o papel de Park Hae Yeong que é um policial que estuda sobre comportamento de criminosos com o objetivo de identificar o perfil criminal destes. Mesmo sendo um policial, ele não confia em seus parceiros de profissão principalmente pelas suas experiências quando criança. Quando era estudante do ensino fundamental, há quinze anos, Hae Yeong presenciou o sequestro de uma jovem a caminho de casa e que foi encontrada morta dias depois. Na época, os policiais não conseguiram encontrar o assassino e, por isso, Hae Yeong começou a desconfiar que estavam envolvidos no crime.


Em um ponto chave do drama, Hae Yeong encontra um walkie-talkie e se comunica com um homem. Ele descobre então, que este homem é Jae-Han, detetive que está investigando o caso da garota que Hae Yeong viu ser sequestrada há quinze anos. A questão é que Jae-Han é do ano 2000, não de 2015. Então, Hae Yeong começa a se comunicar com o policial do passado para juntos resolverem o intrigante caso.




I Can Speak (2017)


No filme, Je Hoon faz o personagem Min Jae, que é um estagiário do serviço público que forma amizade com Ok-Bun, interpretada por Na Moon Hee, uma senhora idosa que constantemente se queixa das coisas que acontecem ao seu redor no gabinete local onde Min Jae trabalha. Eles tornam-se amigos pois Ok-Bun vê Min Jae falar fluentemente em inglês e pede para que ele o ensine, já que ela quer muito aprender a língua. Então ele começa a ensiná-la e, enquanto estudam juntos, Min Jae descobre o passado doloroso que Ok-Bun viveu durante a Segunda Guerra Mundial.


O filme é baseado na história real de mulheres coreanas que testemunharam perante a Câmara dos Representantes dos EUA em 2007, para a aprovação da Resolução da Câmara nº 121 que afirma que o Japão deveria formalmente reconhecer e se desculpar pela coerção de jovens que foram sexualmente escravizadas durante os tempos coloniais e na Segunda Guerra Mundial. O nome do filme "I Can Speak" – “eu posso falar” em português – não mostra apenas a capacidade de Ok-Bun de aprender o inglês, mas também simboliza a coragem e a força das vítimas da escravidão sexual de levantarem suas vozes para se defenderem.





Collectors (2020)


Na comédia Collectors, Je Hoon é o personagem Kang Dong-Goo, um especialista em furtos de tumbas. O filme mostra a aventura de um grupo de ladrões experts nestes roubos que estão tentando obter tesouros preciosos como estátuas de ouro e bronze de Buddha em templos antigos e murais da tumba de Goguryeo. Então, Dong-Goo recebe uma oferta tentadora de um curador de arte e antiguidades, Yoon (Shin Hye Sun) para ir atrás de alguns objetos antigos com valor histórico alto.


Completamente instigado pela missão ousada, ele elabora um plano minucioso para roubar as tumbas do período Goguryeo na China. Logo depois, ele se vê sondando a espada real de Yi Song-Gye, escondida em uma tumba do período Joseon, localizada no meio da capital sul-coreana, em Gangnam.


O humor inicia quando Dong-Goo se junta ao Dr. Johns (Jo Woo Jin), especialista em murais de tumbas, e ao lendário escavador de túneis, Sabdari (Im Won Hee), para roubarem as relíquias e cada um tenta enganar o outro para ficar com os tesouros para si. Dessa forma, enquanto eles vão tentando passar a perna nos colegas de crime, usando de truques e peripécias, eles conseguem fazer quem assiste ao longa se divertir.




Time to Hunt (2020)


Situado em uma distópica Coreia do Sul, após uma forte crise financeira, Time to Hunt é um filme que mostra a vida de quatro jovens ladrões que decidem roubar um cassino subterrâneo. Lee Je Hoon estrela a produção como Jun-Seok, um jovem recém libertado da prisão, que planeja este roubo do cassino com o objetivo de melhorar a sua vida e a de seus familiares e amigos. Porém a expectativa de uma vida diferente é quebrada ao encontrarem um assassino impiedoso que começa a perseguir o grupo a fim de tirar suas vidas.


Time to Hunt não é um simples filme de ação onde grande parte da emoção do enredo vem de sua habilidosa cinematografia e edição de som que criam uma atmosfera de tensão e suspense. O mundo apocalíptico que o filme apresenta reflete a sociedade coreana, trazendo uma crítica social ao que os jovens sul-coreanos vivenciam no país em que trabalhadores têm salários baixíssimos e condições de trabalho péssimas, embora vivam numa economia emergente. Assim como no filme Parasite (2019), em Time to Hunt, os amigos de Jun-Seok se veem incapazes de escapar da pobreza, por isso recorrem a medidas não tão boas para tentar melhorar suas vidas e acabam se encontrando em uma encruzilhada.





Comments


bottom of page