top of page

La Casa de Papel Coreia: Qual é o significado da nova máscara do remake coreano da Netflix?

Money Heist Korea chega à plataforma em 24 de junho e os ladrões mais ousados do mundo estão com um novo disfarce

(Divulgação/ Netflix)

Fãs de doramas de ação e super produções terão um bom motivo para se alegrarem no próximo mês. La Casa De Papel: Coreia, remake coreano da série espanhola La Casa De Papel, estreia na Netflix no dia 24 de junho, reunindo grande elenco e fotografia de arrasar. Mas enquanto a nova equipe de ladrões liderada pelo Professor não chega às telinhas, são as máscaras da versão coreana que têm roubado a cena.


Na série original, os assaltantes da Casa da Moeda da Espanha usam máscaras com a face do Salvador Dalí. O ator Park Haesoo (Squid Game) até recebeu uma máscara do pintor espanhol do colega de profissão Pedro Alonso, que deu vida ao personagem Berlim que Haesoo assume agora. Mas, na versão coreana, as máscaras são outras e elas resguardam um significado especial. Veja qual após a publicidade.



Qual o significado da nova máscara de La Casa De Papel: Coreia (Money Heist Korea)?


As máscaras que os ladrões do remake coreano usam são máscaras de Talchum, uma dança tradicional da Coreia. É uma performance artística milenar que surgiu em pequenos vilarejos e que envolve movimentos rítmicos e contação de histórias. O nome é a união literal das palavras Tal (탈) e Chum (춤) que significam respectivamente Máscara e Dança. Os primeiros registros da dança teatral são de 57 AC, e as máscaras podem ser feitas de madeira, papel ou bambu.


As máscaras que aparecem em La Casa de Papel: Coreia não representam uma pessoa em particular, como no caso da série original, mas toda uma classe: a classe aristocrata ou Yangban. As pessoas pertencentes a esta classe, mais abastadas e em boa posição social, eram geralmente alvo de piadas e ridicularização nas danças Talchum; afinal, as danças eram executadas por cidadãos de classes inferiores.


Embora as máscaras utilizadas pelos ladrões coreanos sejam as do modelo Yangban, outras máscaras de Talchum figuram em um dos teasers divulgados pela Netflix. Na prévia, o ator Yoo Ji Tae que interpreta o Professor aparece escolhendo o disfarce que seu grupo de assaltantes irá usar. Confira abaixo.



Por que mudaram a máscara em La Casa De Papel: Coreia?


A escolha da nova máscara aproxima a produção da cultura e das tradições coreanas, o que confere à série mais autenticidade, ainda que seja um remake. Além disso, o simbolismo e a questão histórica envolvida na nova máscara aponta para um roteiro com maior profundidade em temas sociais, uma marca nos doramas da Netflix como o premiado Round 6 e o impactante Profecia do Inferno (Hellbound).


O último trailer divulgado pela Netflix consagra a ideia que o plot da série vai além de um mero roubo. Há uma expectativa em torno das ações dos assaltantes, o que é reforçado com a citação "O ladrão que rouba pouco dinheiro é morto ou acaba na cadeia; mas o que rouba em grande escala pode mudar o mundo e até mesmo virar herói." O conflito de classes pode ser um tema presente na produção.




O que já sabemos sobre La Casa De Papel: Coreia?


O remake tem a direção de Kim Hong-Sun, o mesmo do k-drama de suspense Black e do dorama policial Voice. No elenco, se juntam ao Park Haesoo (como Berlim) e Yoo Ji Tae (Professor) os atores Lee Wong Jong (Moscou), Kim Ji Hun (Denver), Jang Yoon Jun (Nairóbi), Lee Hyun Woo (Rio), Kim Ji Hoon (Helsinki), Lee Kyu Ho (Oslo), Kim Yunji (Woojin) e Jun Jong Seo (Rio).


La Casa De Papel Coreia é uma produção original da Netflix e chega à plataforma em 24 de junho. E caso você sinta falta de um toque da série espanhola na versão coreana, não se preocupe: os icônicos macacões vermelhos foram mantidos.




344 visualizações

Comments


bottom of page