top of page

[Crítica] SUGA entrega faixas impactantes e cheias de qualidade em terceiro álbum solo "D-DAY"

Atualizado: 9 de jul. de 2023

Membro do BTS divulga seu terceiro trabalho solo com direito a turnê para promover a novidade; confira a resenha faixa a faixa

(Reprodução/ Big Hit Music)

No dia 21 de abril, Suga, rapper do BTS, lançou "D-Day", seu primeiro álbum solo sob a persona de Agust D. O álbum apresenta 10 faixas e finaliza a trilogia de trabalhos do solista que conta com “Agust D” e “D-2”, ilustrando musicalmente a jornada pessoal do rapper como solista. Para promover a novidade, SUGA está em turnê desde o dia 26 com seu primeiro show solo, a "D-DAY Tour", que passa pelos Estados Unidos e a Ásia. Mesmo em poucos dias no mercado,o novo álbum conquistou recordes impressionantes.


No primeiro dia do debut do álbum, D-day acumulou mais de 21 milhões de streams no contador do Spotify. Em questão de vendas, o primeiro álbum do Agust D fechou a primeira semana com mais de 1 milhão de cópias vendidas no chart da Hanteo. Além disso, o D-day debutou nas melhores posições nos charts de álbuns de vários países — Top #4 na Austrália, Top #3 na Alemanha, Top #2 nos Estados Unidos e Top #1 na França (primeiro solista coreano e o segundo álbum coreano a ocupar a posição).



D-Day: história em forma de música


O álbum foi promovido com 2 singles, “People Pt. 2”, com a gigante IU, e “Haegeum”. Depois do debut, Agust D lançou um MV para a faixa “AMYGDALA.” Todas as faixas foram compostas por Agust D. A maioria teve participação de outros artistas, sendo “Haegeum” a única inteiramente composta e produzida pelo rapper. Quanto às produções, houve participação dele também nas tracks “HUH?!”, “SDL”, “Polar Night” e “Interlude: Dawn”. Preparamos um pequeno review para as faixas que consideramos dignas de um destaque. Vamos conferir?



#1 D-day


Faixa fortemente influenciada pelo trap, subgênero do rap. Ela é atual e registra o auto-tune e o beat típico, usado em grande parte do cenário do trap mundial. Notamos bastante 808, a amostra de percussão eletrônica popularmente conhecida por “grave" do beat. O refrão é bem melódico e de fácil assimilação


#2 Haegeum


Mais uma peça de trap, com beat sombrio e bastante 808. Idealmente, músicas desse gênero tendem a ser mais curtas e apresentarem menor intervalo entre os refrões. Agust D trouxe seu diferencial nas líricas, ilustrando sua jornada pessoal de libertação e consagrando o que já aconteceu no passado para se voltar ao futuro.


#3 HUH?! (feat. j-hope)


Faixa muito bem produzida no somatório de beat e lírica e na forma com que a poesia é estruturada. É uma música coerente com a mensagem que o álbum passa, porém, não apresenta muitos diferenciais. Destaca-se, no conjunto da tracklist, por ser um trabalho de Suga com J-HOPE, seu colega de grupo há mais de 10 anos, e só isso já foi o suficiente para deixar os fãs felizes.



#4 AMYGDALA


Faixa extremamente contemplativa, e talvez a mais eficiente em passar a mensagem de fechamento de uma trilogia focada no amadurecimento do artista. Ouvir essa faixa gera a impressão de que Agust D materializou tudo que estava em seu coração na forma da poesia. Ainda um trap, os primeiros segundos da música já cria um tom de jornada com momentos altos e baixos. Em um primeiro momento, há um sentimento melancólico. Porém, com o drop do beat, se é criado um tom mais energético e de superação. Vai ser a música favorita de muitos Armys!


#5 SDL


Clássica love song que não podia faltar, esta talvez seja a melhor performance vocal que Agust D trouxe no álbum. A faixa despertou a curiosidade dos Armys para descobrir de quem é o background vocal. Nós do Café buscamos para poder contar para vocês! Segundo o site Genius, foi confirmado nos stories da ADORA, artista solo da AURA Entertainment, que a voz é dela. Além disso, a versão do Agust D de Life Goes On também teve o background vocal dela.


No passado, ela já forneceu backing vocals para “Trivia 轉: Seesaw” do LOVE YOURSELF: 結 ‘Answer’, álbum do BTS.



#6 People Pt.2 ft. IU


A querida da IU sempre rouba a cena nos feats em que aparece. Nesta faixa, não foi diferente, ainda que nas linhas do Suga, o rapper tome a evidência de volta. A música já começa com a IU tomando conta do refrão com o timbre e equilíbrio vocal incrível que conhecemos. O nível da música fica alto, e o Suga mantém a alta qualidade. Essa música provavelmente vai estar na playlist de todo mundo e vai ser a queridinha dos karaokês!




Síntese da obra


"D-day" é um álbum de hip-hop feito por um artista maduro que soube explorar diferentes tipos de sentimento ao longo das 10 faixas. É isso que se espera de artistas de alto nível como Min Yoon-gi, seja através da sua persona Agust-D ou Suga. Quando o mercado recebe um novo álbum com essa qualidade, é um bom sinal, trazendo o tom a ser seguido pelos solistas e artistas do segmento. É um álbum curto, com pouco mais de 30 minutos de duração. Recomendamos que o público o escute dando atenção a todos os detalhes. Lírica, beat, musicalidade, conceito, à história contada e curtindo bastante a faixa interlúdio importante para criação da atmosfera do álbum.




Nota: Lembrando que o papel da nossa crítica, independente de positiva ou negativa, é apontar elementos para você construir a sua opinião sobre aquela obra; seja uma música de K-pop ou dorama. Então, tá tudo bem concordar ou discordar de tudo o que a gente disse aqui, mas não esquece de dizer o que você achou desse lançamento nos comentários, no Twitter ou no Instagram do Café!

89 visualizações

Posts Relacionados

1 Comment


Olá! 🙋‍♀️ Adorei a matéria! 💜

Muito obrigado! Yoongi é muito amado por nós. 💜

Like
bottom of page