top of page

Solo Leveling e outras adaptações de webtoons sul-coreanos para anime no Japão

Com o fortalecimento da indústria de webtoons, o interesse em financiar adaptações das obras sul-coreanas tem crescido entre os estúdios de animação japoneses. Entenda o fenômeno!


(Divulgação/A-1 Pictures)

O recente lançamento do estúdio nipônico A-1 Pictures é nada mais do que a adaptação de webtoon sul-coreano mais aguardada dos últimos anos. A série animada tem como origem a webnovel Solo Leveling escrita por Chugong e lançada pela primeira vez na plataforma de quadrinhos e novels da Kakao em julho de 2016. A obra foi publicada em formato impresso pouco tempo depois pela D&C Media sob o selo de ficção de fantasia Papyrus.


Somente em março de 2018, a novel veio a ser adaptada para o formato webtoon através do Redice Studio, anteriormente liderado por DUBU — que infelizmente faleceu  em 2022 — na plataforma KakaoPage. Por sua vez, seu primeiro volume físico em quadrinhos foi publicado em setembro de 2019 pela D&C Media na Coreia do Sul. O webtoon foi lançado de forma oficial no serviço de webnovels e webtoons da Kakao Japan, denominada Piccoma e chegou a acumular mais de 1 milhão de leitores na plataforma nipônica.


(Divulgação/Redice Studio)

Em junho de 2020, o webtoon foi adaptado para o inglês e publicado digitalmente nas plataformas WEBNOVEL, Tappytoon e Tapas. No Brasil, Solo Leveling e suas versões novel e manhwa chegaram a ser publicadas inicialmente pela editora NewPop de 2020 a 2023, mas teve seu lançamento interrompido após cinco volumes lançados da versão em quadrinhos e três da versão novelizada.


A obra representa um marco para a disseminação da hallyu através de obras em quadrinhos e novelas escritas. Seu sucesso configura mais um largo passo para a projeção internacional da Coreia do Sul em outros países, indo além das produções musicais vinculadas ao k-pop ou da popularidade dos k-dramas como representantes maiores do audiovisual.


No entanto, sua adaptação para anime representa um avanço significativo na aceitabilidade dos estúdios e do público japonês no que diz respeito a obras de origem sul-coreana. Em especial, quando consideramos que até pouco tempo, adaptações para anime de webtoons coreanos passavam por uma série de “substituições”, nas quais os nomes coreanos dos personagens ganhavam versões em japonês, o que muitas vezes apagava a origem da obra para o público geral.





Uma mistura de RPG com violência extrema 


A trama de Solo Leveling gira em torno de Sung Jin-woo, um caçador de nível baixo, considerado o mais fraco da humanidade, em um mundo no qual após mais de uma década, surgiu uma misteriosa passagem chamada "portal", que conecta este mundo a uma dimensão diferente, o que fez com que pessoas despertem poderes únicos. Essas pessoas passaram a ser chamadas de caçadores e usam seus poderes sobre-humanos para conquistar masmorras dentro dos portais e assim ganhar a vida.


Por ser muito pobre e o único capaz de sustentar a própria família após o falecimento do pai e o coma irreversível da mãe, o protagonista Sung Jin-woo arrisca sua vida em masmorras de nível baixo para tirar seu sustento das pedras de mana resgatas em missões. Até que em determinado momento ele enfrenta uma "masmorra dupla", que tem uma masmorra de nível alto escondida dentro de uma masmorra de nível baixo. Após uma dura batalha que resulta na morte de Jin-woo uma misteriosa missão aparece e após aceitá-la, o protagonista torna-se a única pessoa capaz de subir de nível.


A adaptação da obra original está sendo lançada oficialmente na Crunchyroll, a plataforma de streaming de animes que vem dominando o setor dos animes nos últimos anos. Os episódios são lançados todo sábado de forma simultânea no Japão e no streaming com legendas em português. 



Mesmo se tratando de uma obra sul-coreana, Solo Leveling é dublado em japonês e trata-se de um anime. Afinal, o estúdio responsável pela adaptação está sediado em Tóquio, apesar deste fator, os nomes coreanos dos personagens foram mantidos e parte significativa da equipe de produção é sul-coreana. Além disso, a opening — canção de abertura — do anime é a faixa “LEvel” uma colaboração entre o músico japonês Hiroyuki Sawano [nZk] e o boygroup de k-pop TOMORROW X TOGETHER.





Tower of God (2010-)


(Divulgação/Crunchyroll)

O webtoon escrito e desenhado por Lee Jong-hui — ou SIU — foi lançado pela primeira vez em junho de 2010 na plataforma Naver Webtoon, mas só chegou a ser traduzida oficialmente para outros idiomas em 2014 através da plataforma WEBTOON. Em novembro de 2019, o manhwa ganhou suas primeiras edições físicas lançadas pela Young Com em dois volumes publicados simultaneamente na Coreia do Sul. 


A adaptação para anime foi anunciada em agosto de 2019 na Seoul Comic-Con e estreou exatamente 10 anos após o lançamento do primeiro capítulo do webtoon na Naver Webtoon. O anime intitulado Kami no Tou (神 之 -Tower of God-) foi exibido de forma simultânea no Japão, na Coreia do Sul —pela Naver Series On e na rede de televisão coreana Aniplus — e nos Estados Unidos e outros países com transmissão simultânea pela Crunchyroll. O anime é produzido pela Telecom Animation Film em parceria com a Rialto Entertainment — subsidiária da Aniplex — como responsável pela produção japonesa e a Sola Entertainment fornecendo gerenciamento de produção.


A obra narra a trajetória de Baam — ou Yoru, na versão japonesa do anime —, um garoto que viveu toda sua vida na base de uma torre que promete realizar desejos mediante a superação de desafios, conhecida como Tower of God. Nessa jornada, Baam parte em busca de sua amiga Rachel, que ascendeu na tentativa de alcançar as estrelas.



As canções de abertura e o encerramento da primeira temporada de Tower of God são "TOP" e "SLUMP" do boygroup de k-pop Stray Kids, ambas foram gravadas em japonês, inglês e coreano para as respectivas versões dubladas. Atualmente, o anime aguarda o lançamento oficial de sua segunda temporada, com lançamento confirmado pela Crunchyroll para julho de 2024.





Noblesse (2007-2019)


(Divulgação/Production IG)

O webtoon escrito por Son Jae-ho e ilustrado por Lee Kwang-su foi publicado pela primeira vez em 2007 na plataforma Naver Webtoon, entretanto, só recebeu tradução oficial para o inglês em 2014 no Line Webtoon, sendo uma das primeiras obras coreanas de webtoon a serem traduzidas para o idioma. A série chegou a receber uma adaptação animada sul-coreana em dezembro de 2015 pelo Studio Animal, sendo um único episódio O.V.A. — Original Video Animation — que foi exibido no 17º Festival Internacional de Animação de Bucheon em formato DVD.


Em 2016, Noblesse chegou a receber uma adaptação no formato web anime — ou, original net animation (ONA) — intitulada Noblesse: Awakening, lançada oficialmente na Crunchyroll e no YouTube. O anime foi feito sob o selo da Production IG e cobre o primeiro volume do webtoon de forma resumida e com pequenas alterações na trama.



Somente em 2020, o webtoon de Son Jae-ho e Lee Kwang-su recebeu uma adaptação definitiva para televisão e streaming pela Production IG com transmissão internacional via streaming pela Crunchyroll. O anime foi transmitido na TV japonesa pela Tokyo MX e pela BS11 e, assim como Noblesse: Awakening (2016), passou por uma série de substituições nos nomes dos personagens, que receberam versões em japonês para substituir os nomes coreanos.


A trama aborda acontecimentos após Noblesse: Awakening (2016) e a história do protagonista Raizel, um nobre de sangue-puro que carrega o distinto título de Noblesse — protetor da nobreza — que desperta de seu sono de 820 anos. Na tentativa de proteger Raizel, seu servo Frankenstein o matricula no Colégio Ye Ran, onde o protagonista precisa se familiarizar com a rotina simples do mundo humano.


Entretanto uma sociedade secreta que almeja dominar o mundo, conhecida como “A União”, começa a enviar humanos modificados para gradualmente interferir na vida de Raizel, forçando-o a lançar mão de seu tremendo poder para proteger as pessoas ao seu redor.


A canção de abertura da primeira temporada é a faixa “BREAKING DAWN” do solista sul-coreano Kim Jaejoong (ex-TVXQ!/JYJ) e a música de encerramento é “Etoile” do girlgroup de k-pop Oh My Girl.





The God of High School (2011-2022)


(Divulgação/Crunchyroll)

O webtoon escrito e ilustrado por Park Young-jae foi ao ar pela primeira vez na plataforma Naver Webtoon em abril de 2011 e encerrou seu lançamento em dezembro de 2022, exatamente 11 anos depois do lançamento oficial. O manhwa recebeu traduções oficiais para o inglês pela Line Webtoon em 2014 e suas versões físicas foram publicadas pela Imageframe sob selo Root em quatro volumes em janeiro de 2017. 


Devido ao sucesso de The God of High School, foi lançado em 2015 um jogo para celular do gênero MMORPG inspirado na trama. Além disso, a obra rendeu o lançamento de uma lightnovel de 2 volumes denominada “The God of High School:Eclipse” escrita por Bloody e ilustrada pelo próprio Park Young-jae no mesmo ano.


Em 2020, foi ao ar o primeiro episódio do anime de The God of High School, desenvolvido pelo estúdio MAPPA, um dos mais célebres estúdios de animação do Japão, responsável pela adaptação de obras como Jujutsu Kaisen de Gege Akutami, Attack on Titan de Hajime Isayama e Chainsaw Man de Tatsuki Fujimoto. Apesar de ser uma obra sul-coreana adaptada para anime por um estúdio nipônico, o diretor responsável pelo projeto foi o coreano Park Sung-hoo.



O anime é distribuído em diversos idiomas de forma oficial pela Crunchyroll, e, apesar do sucesso surpreendente, ainda não recebeu atualizações quanto ao lançamento ou não da 2ª temporada.


A obra explora o protagonista Jin Mori, um estudante de 17 anos especialista em artes marciais que vive em Seul, Coreia do Sul. Contudo, sua vida muda drasticamente após ser convidado a participar do "God of High School", um torneio que decidirá quem é o colegial mais forte de todos, e que garantirá ao vencedor a realização de qualquer desejo que ele tiver. 


A música de abertura de The God of High School é a canção “Contradiction”, uma colaboração do músico japonês KSUKE com o cantor norte-americano Tyler Carter. Já a canção de encerramento é “WIN” do boygroup de k-pop CIX.



Conhece alguns desses webtoons e suas adaptações para anime? Comente com o Café com Kimchi em nossas redes sociais!


27 visualizações
bottom of page