top of page

Pachinko: Tudo sobre o dorama da Apple TV+ baseado em livro coreano favorito de Barack Obama

Estrelada por Lee Minho e Youn Yuh Jung, aguardada série coreana levou quatro anos para ser concluída

(Reprodução/Apple TV+)

Nenhum streaming quer ficar atrás da Netflix e, por isso, além da Disney+ e HBO Max, a Apple também está investindo nas amadas séries coreanas. Pachinko é o aguardado dorama da Apple TV+ que chegará ao catálogo do serviço em 25 de março. Estrelado por grandes nomes do cinema e televisão coreana, como a vencedora do Oscar, Youn Yuh Jung, e Lee Minho, a série é baseada no livro homônimo da autora coreana Min Jin Lee, best seller no The New York Times e finalista no prêmio National Book Award de ficção.



Distribuído no Brasil pela Editora Intrínseca, o livro esteve na lista de favoritos do ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em 2019. Na época em que divulgou a seleção com as obras que mais gostou de ler naquele ano, o governante declarou: “É uma história poderosa sobre resiliência e compaixão”.


“Este é um livro cativante que li por sugestão de um jovem funcionário da minha equipe — um romance histórico sobre a experiência do imigrante coreano no Japão durante a guerra. Min Jin Lee atrai você desde a primeira linha: 'A história falhou conosco, mas não importa.' Mantendo-se fiel à natureza do jogo, o romance de Min Jin Lee nos leva por quatro gerações e a busca de cada personagem por identidade e sucesso.”



Qual é o enredo de Pachinko?

(Reprodução/Apple TV+)

A emocionante história de Pachinko acompanha a adolescente Sunja no início do século 20, durante a anexação japonesa no território coreano. Nascida na Coreia, a jovem vivia em um lar amoroso e tomava conta de uma pensão junto com os pais. Aos 16 anos, conhece um rico homem chamado Hansu, muito mais velho que ela, e se apaixona perdidamente, engravidando pouco tempo depois.


Ao descobrir que Hansu é casado e tem filhos, Sunja o renega como pai da criança que está esperando e decide criá-lo sozinho. Em paralelo, um jovem tuberculoso chamado Isak chega em condições deploráveis à pensão e, após ser cuidado por Sunja e a mãe, decide assumir a criança como agradecimento.


Juntos, Sunja e Isak vão para o Japão tentar uma vida mais digna onde Isak possa receber ajuda do irmão e da cunhada (Yoseb e Kyunghee, respectivamente) e, assim, ter a melhor condição possível até sua morte. Lá, Sunja dá luz ao seu primeiro filho Noah e, pouco depois, engravida de Isak e traz Solomon ao mundo.


O que se sucede é uma história familiar em quatro gerações marcadas pelos estilhaços da colonização, xenofobia, não-pertencimento e guerras mundiais. Ao longo da atração, é possível perceber que o destino de todas as pessoas presentes na trama é traçado, diretamente ou não, pelas escolhas de Sunja.


O que é um Pachinko? Entenda o nome do dorama

(Reprodução/Google)

A princípio, o nome do livro e do dorama pode parecer bem incomum, mas o significado é bem fácil de entender. Pachinko é um jogo popular no Japão que funciona como uma máquina de Pinball e é operado em uma casa de jogos — semelhante a um cassino. Neste jogo de azar, o jogador pode definir a velocidade e a direção de seu arremesso mas, por ser uma pista repleta de obstáculos, a passagem pelo grande labirinto determina o resultado.


A casa de jogos é importante para a história por ser o local onde os filhos de Sunja ganharão a vida e tentarão sobreviver no Japão. Por não serem socialmente considerados legitimamente japoneses — embora tenham nascido no país —, esta é uma das principais formas de trabalho (entendida popularmente como indigna e vergonhosa) que descendentes coreanos podem ter.



Pachinko tem referência a O Poderoso Chefão

(Reprodução/Google)

Uma das trilogias mais famosas do cinema, O Poderoso Chefão, continua sendo referência mesmo após 50 anos desde o primeiro lançamento. Dirigido por Francis Ford Coppola e estrelado por Al Pacino e Marlon Brando, o filme se trata de uma saga familiar assim como Pachinko e, para tirar o livro do papel e colocar na TV, a showrunner Soo Hugh se inspirou no aclamado longa-metragem. Em entrevista concedida ao portal Vanity Fair, a criadora do dorama disse:


“O foco que me interessa é a questão da sobrevivência, mas a que custo? Quando você é alguém que cresce sem rede de segurança, suas escolhas e as ramificações dessas escolhas são muito diferentes daquelas que têm essa rede de segurança. Ele testa a força moral de todos os nossos personagens — sim, você pode viver, mas até onde você está disposto a ir?”


O projeto está em andamento há quatro anos

(Reprodução/Apple TV+)

Lançado em 7 de fevereiro de 2017, o livro de Pachinko se tornou rapidamente um projeto do qual Soo Hugh queria fazer parte de alguma forma. Em 2018, a showrunner começou a preparar a versão da história para a televisão e teve dificuldades em organizar a trama, devido ao longo escopo, passagens de tempo e conflitos históricos. Depois de quatro anos alinhando todos os detalhes, o dorama está prestes a chegar no streaming da Apple. Ao relatar seus sentimentos sobre o aguardado lançamento, a criadora comentou:


“Você pensaria que eu estaria explodindo de alegria neste momento, porque já se passaram quatro anos, certo?”, disse, à Vanity Fair. “Mas, quando você está segurando algo por tanto tempo, de certa forma é quase como uma criança — estou pronta para deixar essa criança ir para a faculdade e viver sozinha e cozinhar para si mesma?”

Elenco de Pachinko demorou a ser selecionado

(Reprodução/Apple TV+)

Demorou entre seis a sete meses para que os atores principais de Pachinko fossem escalados. Soo Hugh e sua equipe tiveram um grande desafio ao lançar o projeto porque audições de elenco não são uma prática padrão na Coreia do Sul — e a showrunner estava pedindo a todos os seus atores que fizessem testes para seus papéis, pois queria encontrar a química perfeita para os personagens do livro.


A ideia central para o elenco de Pachinko era trazer atores coreanos e japoneses, que também pudessem atuar utilizando outros idiomas necessários para determinados diálogos. Para compor a equipe, Soo Hugh convidou o cineasta Kogonada para dirigir os primeiros quatro episódios do dorama, enquanto Justin Chon ficou responsável pela segunda parte da trama. A intenção da criadora era contratar também o diretor Ramin Bahrani, indicado ao Oscar e BAFTA 2021 pelo filme O Tigre Branco, para comandar as câmeras na atração da Apple, mas a pandemia impossibilitou a conexão entre eles.



Quem está no elenco de Pachinko?

(Reprodução/Apple TV+)

Conforme mencionado no início do texto, Lee Minho está no elenco de Pachinko e interpretará Hansu, o rapaz mais velho por quem Sunja se apaixona. Explicando sobre sua preparação para mais um polêmico papel em sua carreira, o ator disse ao site NME: “Eu queria ser fiel ao personagem, então tentei me concentrar em como eles estavam desesperados para sobreviver naquele período. Eu queria expressar o homem que sobreviveu desesperadamente e conheceu a mulher que amava. E eu realmente queria retratar bem como alguém pode amar o outro.”


Já Youn Yuh Jung, vencedora do Oscar 2021 por seu papel como coadjuvante em Minari: Em Busca da Felicidade, interpretará a versão mais velha da protagonista Sunja. “Eu li o romance [de Min Jin Lee] e fiquei muito emocionada: 'Sou eu, e posso desempenhar esse papel muito bem'", disse ela ao Los Angeles Times. Além dos dois atores já citados, confira a seleção completa de atores de Pachinko e seus respectivos personagens:


Soji Arai como Mozasu

Jin Ha como Solomon

Inji Jeong como Yangjin

Minha Kim como Sunja (adolescente)

Lee Minho como Hansu

Kaho Minami como Etsuko

Steve Sanghyun Noh como Baek Isak

Anna Sawai como Naomi

Junwoo Han como Baek Yoseb

Eun Chae Jung como Young Kyunghee

Jimmi Simpson como Tom Andrews

Yuna Jeon como Sunja (jovem)


Trailer de Pachinko


Os três primeiros episódios de Pachinko chegam ao catálogo da Apple TV+ em 25 de março. Os outros cinco episódios do dorama serão exibidos semanalmente até o fim da temporada, que será concluída no dia 29 de abril. Confira o trailer da aguardada atração:




1.225 visualizações

Posts Relacionados

Comentarios


bottom of page