top of page

Alerta vermelho! 5 K-dramas com protagonistas red flags e por que eles são questionáveis

Confira algumas tramas em que protagonistas são duvidosos e casais polêmicos



(Reprodução / Netflix)

Uma das maiores qualidades dos dramas sul-coreanos é a variedade de gêneros, além de enredos e histórias intrigantes que cativam qualquer um, mas apesar das diferentes opções algumas coisas costumam se repetir. Quem nunca assistiu um drama com um casal um tanto quanto tóxico? ou um personagem com características que te ligam o nosso alerta para a famosa red flag?


Nos últimos anos as chamadas red flags (bandeiras vermelhas) têm sido um assunto muito debatido, principalmente quando se pensa na saúde mental das pessoas que se encontram em algum relacionamento prejudicial. Quando se consome muito essas produções podemos não perceber, mas existem sim protagonistas com comportamentos bem questionáveis, e nem os ditos mocinhos ficam fora dessa.


Se ainda não veio ninguém na sua mente, o Café com Kimchi preparou uma lista cheia de figuras do mundinho da dramaland e que apesar de gostarmos, possuem algumas bandeiras vermelhas ao redor. Dê uma olhada!





Seis dramas com protagonistas red flag


Apesar de Tudo, Amor (2021)


Como mencionar essa temática e não colocar Nevertheless na lista? Lançado em 2021, a produção ganhou o título brasileiro de Apesar de Tudo, Amor e gerou discussões na internet devido ao casal principal que foi visto como tóxico por parte do público.


Na trama, Yoo Na-Bi (Han So Hee) é uma estudante de arte que passou por um término complicado, onde seu antigo companheiro não a respeitava, fazendo com que ela não acreditasse mais no amor. No entanto ela acaba conhecendo Park Jae-Eon (Song Kang), um estudante da sua universidade que aparenta ser simpático com as pessoas ao seu redor.




Porém Jae Eon se mostra como uma pessoa indiferente e sem interesse algum em um relacionamento romântico e quando Na-bi desenvolve sentimentos por ele as coisas não funcionam muito bem. Jae Eon costuma mentir para ela, manipular seus sentimentos e flertar com outras pessoas. Há quem diga que o casal como um todo era problemático, pois Na-bi ignorava todas as red flags e não estava preparada para outro relacionamento.


Cheese In The Trap (2016)


Mais um relacionamento que surge na universidade. Cheese In The Trap ou Queijo na Ratoeira (nome sugestivo de que não vem coisa boa por aí) é uma produção de 2016 baseada em uma webtoon homônima de 2010. O drama apresenta Kim Go-Eun (Goblin e As Três Irmãs) como a estudante Hong Seol, uma menina tímida, vinda de uma família pobre, que acaba desenvolvendo sentimento por seu veterano Yoo Jung interpretado por Park Hae-Jin (The Killing Vote).


Yoo Jung é um típico veterano popular, bonito, conhecido por todos e simpático, mas que possui um lado misterioso. Alguns desentendimentos fazem Seol se irritar com ele, mas quando Yoo Jung consegue um ano de estudo gratuito para ela, seus sentimentos ficam balançados sem entender se seu veterano gosta dela ou não.



Eles acabam criando uma relação confusa onde Yoo Jung é possessivo, manipulador e apesar das brigas entre eles serem constantes, Seol continuava ao seu lado, sem questionar seu comportamento, mesmo quando ele faz questão de que ela se afasta de um de seus melhores amigos In ho (Seo Kang-joon).



Tudo Bem Não Ser normal (2020)


Um dos grandes sucessos da Netflix em 2020 também gerou discussões na internet por conta da protagonista. Tudo Bem Não Ser Normal conta a história de Ko Moon-Young (Seo Ye-Ji) uma escritora de conto de fadas famosa que possui um transtorno de personalidade antissocial. Ela acaba conhecendo o gentil cuidador de um hospital psiquiátrico, Moon Kang-Tae (Kim Soo-Hyun) e fica obcecada por ele.


Moon-Young desenvolve sentimentos por ele e faz de tudo para receber sua atenção, seguindo-o em praticamente todos os lugares, o que deixa Kang-Tae desconfortável. Depois de muito insistir eles acabam se aproximando e o relacionamento complicado acaba trazendo à tona os problemas pessoais de ambos, iniciando um processo delicado de autoconhecimento, criação de limites e uma vivência cheia de oscilações, onde eles se afastam e se reaproximam constantemente.


Extracurricular (2020)


Este thriller lançado pela Netflix em 2020 deu o que falar, misturando crimes e estudantes do ensino médio. Extracurricular acompanha a vida do jovem Ji-Soo (Kim Dong-Hee) um estudante exemplar, que acaba se desviando e tomando uma decisão ruim para conseguir pagar a mensalidade de sua universidade.



Longe de grandes suspeitas por seu comportamento e boas notas, Ji Soo passa a administrar um grupo de mulheres disponíveis para serviço sexual e em troca de uma parte do dinheiro que elas ganham, ele oferece proteção para suas clientes. No entanto, nenhuma das pessoas envolvidas nesse esquema sabe que a pessoa responsável é um estudante menor de idade.



Pouco depois, Min-Hee (Jung Da-Bin) e Kyu-Ri (Park Joo-Hyun), estudantes da mesma escola descobrem o esquema e se juntam a ele para conseguir dinheiro e em troca não desvendam o segredo de Ji Soo. Com o tempo, ele se envolve demais e comete crimes que vão além do que ele imaginava ser capaz de fazer.


The Flower Of Evil (2020)


Misturando mistério e romance, The Flower Of Evil, possui um protagonista manipulador, mentiroso e com um passado sombrio. Na história, Baek Hee Sung (Lee Joon Gi) é um artesão, um pai atencioso e parece ser um marido ideal, mas ele possui um lado que nem mesmo sua esposa e detetive Cha Ji Won (Moon Chae Won) foi capaz de perceber.



Ji Won trabalha no departamento de homicídios e quando começa a investigar um caso especialmente intrigante, ela faz de tudo para capturar o criminoso responsável, apenas para descobrir que ele estava ao seu lado o tempo todo. Hee Sung mudou sua identidade, escondeu seu passado da esposa e fingiu ser uma pessoa que não é, manipulando as pessoas ao seu redor.



E aí, acha que falta algum personagem nessa lista? Então segue o Café com Kimchi nas redes sociais e nos conte!


166 visualizações

Comments


bottom of page