top of page

"Uma mensagem que ressoe em todos": EPEX aborda violência escolar e visa temas maduros para o futuro

O boygroup falou sobre o álbum "Prelude of Anxiety Chapter 2. 'Can We Surrender?'", processos criativos e feat dos sonhos; confira a entrevista completa


Boygroup de K-pop EPEX
(Divulgação/C9 Entertainment)

Em 2023, o EPEX estreou dois novos capítulos da saga de álbuns “Prelude of Anxiety”, cuja parcela mais recente chegou às plataformas de streaming em outubro. A faixa-título da vez é “FULL METAL JACKET” e, como esperado das temáticas abordadas pelo boygroup de K-pop, tem um forte teor de conscientização acerca de um problema social. Neste caso, a violência escolar.


"A nossa mensagem não é apenas sobre as nossas experiências pessoais, mas destina-se a qualquer pessoa que possa ter tido experiências semelhantes. Nossa força está em transmitir uma mensagem que ressoe em todos, e isso é algo único que a EPEX traz à cena", enfatizou Keum, rapper e dançarino principal do grupo.



Em roundtable na qual o Café Com Kimchi esteve presente, os oito integrantes contaram detalhes sobre o recente disco e a forte mensagem por trás dele. Além disso, também contaram os planos para um futuro bem próximo em que todos os membros do grupo serão maiores de idade e poderão explorar conceitos mais abrangentes e interessantes. Confira a entrevista abaixo!


Todas as músicas do álbum são incríveis e você pode usar qualquer conceito e gênero. Se você tivesse que escolher uma música deste álbum que realmente mostrasse seus encantos, qual música você escolheria e por quê?


Ayden: “Eu pessoalmente recomendo a faixa “No Roof”. A letra reflete a mentalidade de um adolescente, e a música carrega a vibração distinta do EPEX. Eu diria que esta faixa realmente incorpora a essência do EPEX.”


Baekseung: “Acredito que a faixa-título deste álbum, “FULL METAL JACKET”, representa verdadeiramente o nosso estilo único. Ao divulgar essa música, percebi que o estilo forte e intenso se alinha perfeitamente com o EPEX, desde a observação das expressões faciais ou das performances dos integrantes.”



Desde a sua estreia, vocês abordaram diversas questões sociais que são relacionadas aos jovens. O recente EP tratou da violência escolar e vocês também falaram sobre ansiedade e outras questões. Ao lidar com todos esses tópicos difíceis, nos perguntamos: como vocês lidam pessoalmente com as coisas? O que vocês mais gostam de fazer quando precisam de uma pausa?


Keum: “Essas são algumas das questões que costumam aparecer nas notícias e é importante ter a cabeça fria a respeito. A mensagem que pretendemos transmitir através deste álbum não é evitar situações difíceis, mas sim encorajar todos a unirem-se para as enfrentar. Quando temos tempo de inatividade, preferimos passá-lo individualmente, muitas vezes recuperando o sono. Em momentos de estresse, embora não passemos por muito estresse, gostamos de nos reunir para conversar ou compensar o sono perdido.”


Entre conceitos suaves e obscuros, qual conceito os membros preferem e que conceito vocês gostariam de experimentar no futuro?


Baekseung: “Eu pessoalmente acredito que ambos os conceitos combinam muito bem com os membros. No entanto, durante a promoção deste álbum, sinto que ficamos mais confiantes em abraçar o conceito dark. Além disso, planejamos experimentar uma série de conceitos no futuro e eu adoraria apresentar uma versão mais madura do EPEX em nosso próximo álbum.”


Vocês revelaram que “FULL METAL JACKET” foi lançado com a intenção de abordar a violência escolar. Quais outras mensagens ou temas você deseja transmitir em seus próximos álbuns?


Ayden: “A partir deste ano, todos os membros do EPEX não serão mais menores de idade. Isto significa que, no futuro, poderemos abordar mais questões orientadas para os adultos, em vez de preocupações dos adolescentes. Por exemplo, temas como o desemprego poderiam ser abordados. Acredito que iremos abordar estes tipos de questões a partir da perspectiva do EPEX e apresentá-los ao público através do nosso estilo único de música.”



Cada comeback é um novo desafio. Qual foi o maior desafio para esse retorno?


Keum: “Dada a coreografia altamente intensa deste comeback, acredito que o desafio mais significativo para nós foi manter a resistência e a força mental necessárias para suportar tudo.”


Em que aspecto da sua música você deseja que as pessoas se concentrem?


Yewang: “Já que infundimos nossas próprias histórias em nossas músicas, espero que as pessoas prestem atenção nas letras das músicas. Além disso, como artistas que criam música adaptada à nossa faixa etária, espero que as pessoas prestem muita atenção ao nosso estilo de cantar e dançar.”


Quem são suas maiores inspirações musicais?


Jeff: “A razão pela qual entrei na indústria musical foi o Coldplay.”


Keum: “YOUNHA e Lee Seok Hoon, que são muito próximos de nós, têm uma influência significativa em nossa música. Observando artistas seniores da nossa agência, estamos determinados a evoluir para artistas como eles no futuro. Há chances de ouvirmos suas músicas antes de lançar seus álbuns e, a cada vez, ficamos maravilhados com sua música.”


Se você pudesse estrelar qualquer gênero de filme, qual seria?


Yewang: “Eu gostaria de estrelar um filme de ação, como o Capitão América do filme ‘Vingadores’”.


Mu: “Quero ser o personagem principal de um filme sobre vampiros.”


A-Min: “Quero estrelar um filme policial ou de suspense, como ‘Sherlock Holmes’".


Wish: “Quero ser como Leonardo DiCaprio do filme ‘Titanic’”.


Keum: “Para mim, filmes como ‘Train to Busan’”.


Ayden: “Para mim, seriam filmes de fantasmas”.


Jeff: “Eu escolho o filme ‘Pantera Negra’”.


Se você tivesse a chance de colaborar com algum artista do mundo, quem seria e por quê?


Keum: “Pessoalmente, eu ficaria feliz em colaborar com o JUNGKOOK. Ele está atualmente seguindo sua carreira musical solo e é meu modelo. Suas atividades solo são excelentes, e eu adoraria aprender com ele e conversar se algum dia conseguirmos colaborar juntos em uma música.”


Wish: “Para mim, adoraria colaborar com Bruno Mars porque adoro as músicas dele.”

32 visualizações

Comments


bottom of page