top of page

COLORS from Ars: Youngjae mostra suas cores em primeiro mini álbum solo

Atualizado: 4 de fev. de 2023

Cantor de GOT7 debuta como solista e entrega toda sua essência em um projeto leve e confortável


(Divulgação / Sublime Ent.)

COLORS from Ars, o próprio nome do álbum carrega muita originalidade e diz tudo sobre a aura que o projeto oferece. Para aqueles que não sabem, ars significa arte em latim, mas também é o nome Youngjae usa para assinar suas composições, sendo assim, ele exerceu liberdade criativa e está envolvido na letra e arranjo de cada música do disco.


Desde a saída do GOT7 da JYP Entertainment, cada um dos sete integrantes do grupo seguiu um caminho diferente, e desde então, estão se dedicando a projetos solo nos mais diversos conceitos, mas prometem se reunir no futuro. Youngjae, agora associado a Sublime Artist Agency, até então era o único membro sem um disco inteiramente cantando por ele, além das várias OSTs em sua discografia.






Em entrevista para a revista L'Officiel, o cantor conta de onde tem se inspirado para compor suas músicas: "Pensei no dia a dia, tudo foi inspirado na minha rotina. Trabalhei pensando nas emoções que tive acerca de situações boas ou ruins". Com base nessa afirmação, era de se esperar que fosse um projeto bastante palpável e nada enigmático, por ser inspirado em situações rotineiras que podem ser vividas por qualquer pessoa.


Todas as canções entregam essa energia, causam leveza, conforto através de um álbum mais íntimo, capaz de expressar diversas sensações. Para a faixa título, o cantor escolheu Vibin, um pop dançante com um videoclipe animado repleto de coreografia e dançarinos de apoio, o conjunto remete bem uma música de verão. A letra é um tanto quanto romântica e o refrão fica preso na cabeça.



Além da título, Youngjae escolheu duas b-sides para performar em seu primeiro showcase. Tasty tem algumas semelhanças com Vibin, é bem animada e dançante, ele apresenta com dançarinos uma coreografia bem animada, o que difere é a pegada de R&B e a letra sensual. Eternal por sua vez é bastante emotiva e expõe a estabilidade vocal impecável do cantor.





Diferentes cores são sinônimos de versatilidade


Youngjae mostra que sua essência não se dá apenas em uma única cor, tendo em vista que o álbum perpassa por diversos estilos e cada canção contém uma personalidade. No final, todas são as cores de Ars, 7 faixas impecáveis passíveis de agradar todos os humores e naturezas, passeando entre o pop dançante, a balada emocional e romântica e até mesmo um R&B sexy.



O conceito de utilizar cores para demonstrar diversidade em seu estilo, faz pensar que Youngjae tem interesse em explorar sua versatilidade, e leva a acreditar que sempre irá perpassar por diversos gêneros, e todos poderão estar presentes em suas canções. COLORS from Ars é uma pequena prova de que ele tem habilidade para explorar qualquer campo musical.


Apesar de serem faixas bem diferentes entre si, são todas muito bem estruturadas e formam um conjunto completo. Mostrando que é um artista versátil, Youngjae não deixou nada a desejar, entregou um bom conteúdo para um projeto solo inicial e gerou expectativas para imaginarmos como serão os diferentes tons de suas cores, e como elas serão exploradas futuramente.





Nota: Lembrando que o papel da nossa crítica, independente de positiva ou negativa, é apontar elementos para você construir a sua opinião sobre aquela obra; seja uma música de K-pop ou dorama. Está tudo bem concordar ou discordar de tudo o que a gente disse aqui, mas não esquece de dizer o que você achou desse lançamento nos comentários, no Twitter ou no Instagram do Café!

98 visualizações

Commentaires


bottom of page