top of page

Como a Chuu do LOONA construiu sua carreira individual antes mesmo do debut solo?

Você viu essa mulher? Nós apostamos que sim! A estreia da cantora ganhou repercussão não somente devido aos memes, como também ao carisma imbatível.


(Divulgação/ATRP Entertainment)

Kim Jiwoo, popularmente conhecida como Chuu, é a estrela que dominou a internet e promete dominar os charts com “Howl” seu EP de estréia como solista após o fim conturbado do contrato com a Blockberry Creative. O disco já vendeu mais de 30 mil cópias físicas contabilizadas pelo Hanteo Charts somente em seu primeiro dia de vendas, tal feito é apenas uma pequena parcela do sucesso que Chuu vem fazendo desde seus tempos como integrante do LOONA.


Apesar do fim prematuro do LOONA, é inegável que as integrantes conseguiram recuperar suas carreiras de diferentes formas, seja como grupos a parte ou como solistas. Entretanto, é inegável que Chuu foi um destaque não somente durante sua estreia no grupo com o single solo “Heart Attack” em 2017, que surpreendeu devido a personalidade contagiante da cantora e seus vocais impressionantes.


Entretanto, a carreira da Chuu vai muito além do sucesso musical ou dos memes disseminados por fãs e leigos ao redor do mundo. Conheça um pouco mais da carreira da Chuu e entenda o porquê de seu sucesso!



Uma ascendente trajetória em busca do sucesso


A multiartista de apenas 23 anos de idade iniciou sua trajetória no entretenimento logo cedo ao ingressar na Hanlim Multi Art School, uma escola de artes sul-coreana conhecida por seu histórico de admissão de celebridades e trainees.


No ano de 2016, a cantora chegou a ser trainee de empresas como a FNC Entertainment — responsável por grupos como AOA e SF9 — e Music Works, uma subsidiária da CJ ENM Music Performance Division. Porém, acabou não conseguindo estrear por nenhuma das duas, entretanto, o acúmulo de experiência veio a valer a pena no ano seguinte.


Em 2017, Chuu foi revelada como integrante do Loona, mais novo girlgroup da Blockberry Creative composto originalmente por 12 integrantes que foram anunciadas mensalmente, sendo cada uma revelada junto a um single solo exclusivo. No dia 28 de dezembro o music video do single “Heart Attack” foi revelado e entregou uma breve amostra da potência vocal surpreendente de Chuu e seu carisma incomparável.



Poucos meses antes da estreia oficial do LOONA como grupo completo, Chuu chegou a compor a subunit LOONA/yyxy composta por 4 integrantes, que estreou no dia 30 de maio de 2018 com o disco “Beauty&The Beat”. O projeto teve como title a icônica “love4eva” em parceria com a cantora canadense Grimes.


O grupo estreou oficialmente no dia 20 de agosto do mesmo ano com o disco “++” e a formação completa que incluía: HeeJin, HyunJin, HaSeul, YeoJin, ViVi, Kim Lip, Jinsoul, Choerry, Yves, Chuu, Go Won e Olivia Hye. Loona conquistou certa notoriedade entre fãs internacionais e acumulou hits memoráveis ao longo da curta carreira de apenas 4 anos.


As atividades solo de Chuu iniciaram logo em 2020 com sua participação no Masked Singer — famoso reality show sul-coreano — e rendeu certo interesse por parte do público de consumir cada vez mais conteúdos da integrante que se destacava dentre as outras devido ao carisma inabalável e seu sorriso contagiante. A personalidade alegre de Chuu rendeu um programa de variedades próprio naquele mesmo ano, cujos episódios eram publicados em um canal do YouTube.


O conhecidíssimo “Chuu Can Do It” ou “Chuu Protect the Earth” foi um programa de variedades idealizado pela Blockberry Creative em parceria com a DIA TV da CJ ENM e veio ao ar oficialmente em janeiro de 2021. O programa consistia em incentivar formas de cuidar do planeta através de jogos e atividades e foi um marco na carreira da artista como apresentadora de variedades e a consagrou como uma figura querida pelo público sul-coreano. Isso resultou em um contrato como embaixadora e modelo da marca de isotônicos Pocari Sweat naquele ano.




Porque os sul-coreanos gostam tanto da Chuu?


A cantora demonstrou suas diversas habilidades desde sua estreia em 2017, sem sombra de dúvidas o ápice foi em 2020 com as participações de Chuu em programas de variedades que renderam boas impressões de sua personalidade e capacidade de entreter o público sem demonstrar maus hábitos ou quaisquer traços de personalidade forçada.


Tanto na frente e por trás das câmeras, Chuu exala carisma e carinho com aqueles que interagem com ela, desde outras celebridades até staffs elogiaram seu cuidado com o outro e sua personalidade divertida no dia-a-dia. É inegável que tais fatores tornaram a artista uma figura singular no que diz respeito a divertir e entreter sem faltar com respeito independentemente de quem a acompanhe.


Além disso, suas capacidades vocais renderam um sucesso significativo e até boas OSTs de K-Dramas, filmes e Webtoons — Memorials (2020), Fling at Convenience Store (2021), Revolutionary Sisters (2021), Daily JoJo (2022), Ditto (2022) — lançadas de 2020 a 2022. A participação no Masked Singer foi uma forma de mostrar ao público que ainda não consumia conteúdos musicais do LOONA que havia um grande potencial a ser explorado.


E por fim, a artista demonstra ser uma figura com boas aspirações e um bom exemplo para aqueles que a assistem, sendo adequada para crianças e adultos de forma divertida e não muito infantil. A mensagem passada pela websérie “Chuu Can Do It’” é um ótimo exemplo de construção de imagem atrelada a uma causa de interesse comum.



“Você já viu essa mulher? Se não viu, agora está vendo!”: Chuu domina a internet ao redor do mundo


Quando a Blockberry Creative publicou as fotos individuais das integrantes do LOONA para anunciar a estréia do grupo com o disco “++”, a estética das fotos estilo 3x4 era nada mais do que uma forma de seguir o conceito colegial juvenil que o grupo tinha proposto. Contudo, a foto de Chuu acabou fazendo um sucesso inesperado entre fãs ao redor do mundo, em especial, os fãs brasileiros que passaram a utilizar a imagem como meme de diversas formas.



O ápice da brincadeira foi em 2022 quando estudantes passaram a imprimir cartazes com a imagem incluindo a frase “Você já viu essa mulher? Se não viu, agora está vendo!”, sempre acompanhado de algum código do spotify que levava a canções do LOONA ou solos da Chuu, os cartazes foram espalhados por diversas universidades e escolas do Brasil ao ponto de chamarem a atenção até mesmo de pessoas que não acompanham artistas de k-pop.



A brincadeira surgiu como uma forma de divulgar o LOONA e, posteriormente, o solo da Chuu que veio a deixar o grupo no dia 25 de novembro de 2022 após ser expulsa pela Blockberry Creative sob falsas acusações de abuso de poder. A saída da Chuu foi o estopim para que as outras integrantes viessem a entrar com pedidos de encerramento de contrato por diversos motivos, dentre eles, a má administração da antiga empresa.


A revolucionária Chuu do LOONA agora segue carreira solo com o mesmo nome artístico e promete seguir entregando entretenimento e boas canções nessa nova era que se iniciou com o disco “Howl” composto por apenas 5 canções incluindo a faixa-título de mesmo nome. O álbum é um bom exemplo de como a voz de chuu se encaixa em qualquer produção ao misturar uma ballad melancólica com batidas eletrônicas envolventes. Além disso, o MV é adorável e se assemelha a um filme de aventura infanto-juvenil, que faz Chuu parecer ainda mais fofa do que já é.


Também adora a Chuu do LOONA e já escutou “Howl”? Comente com o Café com Kimchi em nossas redes sociais!

39 visualizações

Comentarios


bottom of page