top of page

ANI: Ravi e Soyeon entregam um single bem divertido e nostálgico

Atualizado: 10 de dez. de 2021

A dupla proporcionou uma música com pegada pop rock e significado motivador


(Divulgação)


Sonoridade ousada e energética são aspectos que resumem muito bem ANI, o novo single de RAVI do VIXX com Soyeon do (G)I-DLE que foi um dos primeiros lançamentos de k-pop do mês de dezembro. A música é uma parceria bem animada, com um videoclipe divertido marcado por coreografia boa no nível da música. A dupla quis passar um significado encorajador através de um projeto cheio de entusiasmo utilizando uma das tendências que marcaram o k-pop neste ano, o pop rock.


ANI é abreviação de ANIMATION (animação em inglês), e em sua letra, a dupla canta sobre alcançar seus sonhos de criança. O gênero musical escolhido pelo cantor combinou bem com a proposta da música, já que o pop rock carrega um aspecto nostálgico, por ser um estilo de música que marcou muito a infância e adolescência de gerações. Por isso resgata memórias de épocas passadas e ressalta bem o que a composição quer passar.





Ainda sobre sonhar, ANI foi a realização de um sonho para Ravi. O cantor contou em sua live no aplicativo VLIVE que sempre desejou trabalhar em algum projeto com Soyeon e esperou por muito tempo para isso, e ele ainda a considera a melhor entre os músicos mais jovens.Tal desejo teve um resultado bastante agradável, principalmente devido ao seu significado e gênero, bem como a participação de Soyeon na música, que proporcionou bons vocais bem dóceis, que se chocam com a sonoridade vocal de Ravi.


É inegável que ANI faz jus ao nome e seja bastante atraente através da sonoridade abordada acima. Além disso, todo o significando que tanto o gênero quanto na composição em si carrega, pode ser visto no próprio videoclipe, que mostra um jovem correndo, dançando e brincando, e ao mesmo tempo, transiciona para Ravi repetindo as mesmas ações, como se fosse a mesma pessoa, em épocas diferentes da vida, e como se tivesse se tornado a pessoa que desejava ser quando era criança.




Embora seja um conjunto interessante e pode-se dizer que autêntico tanto na ideia quanto na produção instrumental, os vocais podem ser um pouco incômodos por conta do uso excessivo de autotune na voz de Ravi. Por outro lado, Soyeon entrega vocais descontraídos e muito construídos. O autotune não deixa de combinar com a música, porém poderia ter sido utilizado de forma mais selecionada para combinar mais com o gênero musical, e oferecendo uma música ainda mais chamativa ao público.






38 visualizações

Posts Relacionados

Comments


bottom of page