top of page

Além de K/DA: 5 vezes que o Kpop invadiu o universo dos Games

Atualizado: 15 de nov. de 2021

Confira cinco atos musicais que marcaram a união dos dois mundos, e conseguiram agradar tanto a kpoppers quanto a gamers


(divulgação/ reprodução)

Games e Kpop: é difícil dizer quem invadiu quem primeiro. Muitos idols são conhecidos pela sua paixão por jogos eletrônicos e não escondem isso dos fãs. Alguns exemplos são o Heechul do Super Junior, a Sakura do antigo IZ*ONE, o Jae do Day6 e a Mina do Twice. Os jogos, em contrapartida, também têm se aproximado do Kpop. As músicas têm invadido games como Just Dance e Beat Saber, e as coreografias já são figurinhas carimbadas no universo de League of Legends (LoL).


O fato é que é inegável a aproximação dessas duas esferas de interesse. A junção de mundos se dá por diversos motivos, entre os quais está o interesse mútuo dos fãs e a criação de ações publicitárias. A tendência é que esses dois nichos colidam cada vez mais. Pensando nisso, o Café Com Kimchi listou cinco vezes em que o Kpop e os Games (neste caso, o League of Legends) se uniram. Vamos lá?



1. Sunmi - Go or Stop?


A cantora Sunmi, ex Wonder Girls e atualmente solista, lançou nesta segunda-feira (11) o MV de 'Go or Stop?’. A música, um pop eletrônico bem animado e dançante, tem uma pegada futurística, e apresenta ao longo do MV várias referências ao mundo dos jogos online. O destaque é que a faixa foi divulgada como tema do time coreano de League of Legends DWGKIA, também conhecido como Damwon Gaming. O time, que recebe patrocínio de marcas famosas como a KIA e a Adidas, foi o vencedor do Campeonato Mundial de League of Legends de 2020 — título que irá defender no evento deste ano, que já está em andamento (5 de outubro a 6 de novembro).



2. K/DA - um grupo virtual de Kpop


O exemplo mais emblemático que temos de união entre Kpop e Games é o K/DA, um grupo feminino de avatares virtuais, desenvolvido pela empresa que está por trás do League of Legends: a Riot Games. As integrantes do grupo são personagens do jogo: Ahri, Akali, Evelynn e Kai'Sa; dubladas por cantoras americanas e coreanas. A canção Pop/Stars, por exemplo, teve as vozes de Madison Beer, Jaira Burns e duas integrantes do (G)I-dle, Miyeon e Soyeon.


O lançamento do K/DA ocorreu em 2018, no Campeonato Mundial de League of Legends. O palco de realidade aumentada permitiu que as avatares interagissem com as cantoras, garantindo um debut inédito na indústria e muito impactante. De lá para cá, o KD/A já lançou mais cinco faixas e um álbum, o EP All Out, e também conquistou milhares de fãs que aguardam ansiosamente por mais atividades.



3. Raiden, Baekhyun e Changmo - Runner


O single Runner, lançado em fevereiro deste ano, foi produzido especialmente para o time coreano T1. Além de League of Legends, o T1 também tem equipes em jogos de Valorant, Overwatch, PlayerUnknown's Battleground (PUBG), Fortnite entre outros. A collab escrita pelo DJ Raiden — que lançou seu primeiro mini álbum essa semana — mistura elementos de EDM e trap, e fala sobre a jornada dos jogadores até se consagrarem campeões.




A collab foi especialmente significativa para o Baekhyun. O membro do EXO já é conhecido pelos fãs por ser um gamer assíduo, e ele se revelou, nos bastidores do MV, um grande fã do time T1. Ao final das gravações, ele ganhou uma camiseta autografada pelos jogadores e postou sobre o presente no Instagram. Na legenda, Baekhyun disse que tentou disfarçar, mas estava nervoso de estar ao lado do time. Fofo!





4. Aespa no Campeonato de LOL: Wild Rift


As meninas do aespa, que recentemente lançaram seu primeiro mini álbum, se apresentaram na cerimônia de abertura no campeonato de League of Legends: Wild Rift. Na ocasião, elas performaram o single Next Level, cujo ritmo e a estética se aproxima do visual dos games. Na verdade, este tem sido um comentário comum entre os fãs do grupo: as músicas do aespa soam como trilhas sonoras de jogos. Isso pode se dar pela aposta em um visual cyberpunk, pelos avatares próprios do grupo que compõem o universo de Kwangya, e pelo caráter experimental dos lançamentos, que vão de sythpop à EDM em uma única faixa.



5. Bobby do iKON no remix de Rise


Em 2018, no mesmo ano em que K/DA debutou, foi lançada também a faixa Rise, que logo se tornou uma das músicas temas favoritas dos jogadores de LoL ao redor do mundo. A música original teve participação do DJ Mako, da banda The World Alive e o trio The Glitch Mob (todos americanos). Mas a música ganhou também uma versão remix e, nela, o rapper Bobby do iKON também participou. Como o debut do K/DA foi em novembro, e o remix de Rise foi divulgado em outubro, Bobby é considerado o primeiro artista coreano a colaborar diretamente com o League of Legends.








80 visualizações

Comments


bottom of page